person_outline



search

Emoções pretéritas (parceria de Cerson /Girleide)

Caminhávamos absortos, pelas ruelas do parque; uma forma de colocar as conversas em dia, avivar o passado. Martinho, como sempre elegante, de estatura mediana, cabelos ondulados e esbranquiçados – o tempo não o poupara –, olhos grandes e observadores, jeito de homem resolvido. Eu, como sempre, exibia um corpo esquelético, vencido pela genética; minha mãe fora uma loira maltratada, doente das idéias, desequilibrada; meu pai, um amontoado de ossos, exceto na boca que houvera perda parcial dos dentes na fábrica em que trabalhava. Figura muito feia; tinha alguns adjetivos, por sorte, que o salvassem daquela humilhação: bom pai, trabalhador, apaixonado pela minha mãe... Morreram há alguns anos. Todavia, nunca me senti incomodado.

Já tínhamos, eu e Martinho, andado por todo o parque; conversa eloquente. Cansados, decidimos parar um pouco no barzinho aconchegante que enfeitava o parque; comercializava guloseimas para a criançada que frequentemente o invadia. Sentamos e tomamos água; intencionávamos tomar cerveja depois.

- Senti muito a sua falta, Martinho. Fomos tão unidos durante o curso e depois de formados, nos afastamos.
- Senti também muita falta de todos vocês, Lerinho. Especialmente de você que nas minhas horas de loucuras sempre me acolheu. Não o esqueci, confesso.

Martinho estava mais relaxado, falava pausadamente, rebuscando na memória as melhores lembranças. Não esquecera sequer a forma carinhosa que me tratava. Aliás, o único que me chamava por Lerinho; os outros de Valério. Pedimos a um senhor baixo, bigodudo que nos trouxesse cervejas. Em minutos, estavam à nossa frente duas latinhas, geladíssimas. Tomamos várias, entremeadas com diversos assuntos. As lembranças vinham-nos com facilidade, talvez pela paz de espírito que nos acercava, em meias tantas felicidades, nos lembramos de um assunto nada agradável, a nossa separação, o momento nos deixou com uma forte dor na garganta, de lembrarmo-nos daquela partida tão dolorosa, mais as geladinhas foram abrandando os rumores das prosas, até que um forte aperto de mão aconteceu, a reação foi comum, afinal éramos bons amigos e estávamos morrendo de saudades um do outro, as nossas mãos estavam quentes, apesar de tantas cervejas geladíssimas, a emoção soou a flor da pele, nossa amizade era maior do que tudo.


- Nossa! Martinho as noites vagas sem ti, não eram as mesmas de que quando você estava comigo, nós dormíamos juntos, passávamos a noite toda falando de nossos medos e sonhos, sem falar das provas bimestrais, lembra que você tinha medo de escuro, eu dizia pra você dormir segurando na minha mão, adorava o calor de nossas mãos noite adentro. O que o tempo fez conosco?.

- Eu lembro muito bem Lerinho, éramos inseparáveis, passou em minha mente aquele dia que você terminou com a sua garota por minha causa: eu te chamei pra sair e passamos a noite toda bebendo na beira do riacho, acabamos na areia nus, quando chegamos no outro dia em sua casa, sua mãe tava brava, por que você iria noivar aquele dia e tinha deixado a possível noiva a esperar. Vamos pro meu apartamento?

- Vamos sim Martinho, quero dormir, mais sei que você vai deixar as luzes acesas à noite toda; [risos].

Chegando ao apartamento do amigo, Lerinho se dirigiu ao banheiro para tomar banho, passados cinco minutos, Martinho discretamente tira a roupa e entra silenciosamente no banheiro, um tanto admirado da atitude do amigo, lerinho pergunta o que Martinho estava a fazer, sem responder Ele se dirige ao amigo e o beija,reagindo Lerinho corresponde com outro beijo ardente.

Pin It
Atualizado em: Qua 4 Maio 2011

Comentários  

#13 PauloJose 02-06-2012 14:02
parabéns gostei!
abraços.
#12 PauloJose 18-02-2012 20:38
MUITO BOM ROMANCE !
PARABÉNS!
ABRAÇOS.
#11 Nadi 31-05-2011 15:01
Bom texto. Amor é primazia.
Bjs
#10 tania_martins 12-05-2011 10:18
Parabéns! Abraços.
#9 jrs49 11-05-2011 20:44
Muito bom, parabéns.
#8 rackel 28-03-2011 07:41
Uma dupla afinada, um texto ótimo. Parabens!
#7 Roberval 22-03-2011 20:37
Adorei o texto bem narado muito bom mesmo parabéns,bjs
#6 Ellinn 21-02-2011 07:47
Parabéns ! muito mais sucessos , você merece ! Bjo
#5 azara 18-02-2011 17:51
Gostei muito,vc conduziu de uma forma maravilhosa.Abraços
#4 Kokranne 15-02-2011 18:19
Parabéns! Gostei demais do texto...cada qual na sua...Abrazos.

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222