person_outline



search

"Novelas, Filmes e Músicas": Músicas, parte 5, "Imagine" (John Lennon e Yoko Ono) e "Tempo Perdido" (Renato Russo)

     * "Imagine" (John Lennon e Yoko Ono)

     Sabe aquele tipo de pessoa que vem ao mundo para inspirar o Universo a transbordar de Bem? É o que reconheço no John Lennon!
     Alma transformadora, leve, criativa, repleta de Luz!
     E que obra linda ele nos concedeu em parceria com a Yoko... "Imagine", uma poética exaltação ao Grande Dom de Imaginar, Virtude da Arte Perfeita... Que nos faz buscar e deixar levar para as interseções sagradas entre espaços e tempos que nos recebem, sem impor grades ou cadeados... Habitat das preciosas verdades!

     * "Tempo Perdido" (Renato Russo)

     A Filosofia é Belíssima, Rebelde... Edificadora! Renato Russo traz pensamento, é emoção!
     E a música "Tempo Perdido" é uma de suas criações que tenho como minhas preferidas... Me revela muita coisa!... Extremamente especial para essa minha alma que de tão habituada a se entregar à navegações por oceanos milenares, faz com que um século que passe, por exemplo, sempre pareça aos meus olhos algo singelo, tão próximo quanto a chamada de um telefone ou como a campainha a tocar na porta de minha casa!
     Temos a eternidade da qual viemos, a eternidade para a qual seguimos, destinados, e temos a eternidade que trazemos no coração, além daquela que criamos na alma!
     Sim, muitas... E magníficas, eternidades!!! Diante de cada uma delas, as décadas que contamos em calendários humanos revelam que somos todos ainda crianças... Crianças já bastante vitoriosas... Mas cujos novos, surpreendentes e mais nobres poderes estão sempre aguardando para se revelar ao longo de estradas ainda pouco vislumbradas, mas que por encantadores ideais já nos permitem sonhar!

     E já que aqui no texto mencionei algo sobre Destino, vou acrescentar mais algumas letras... Dante Alighieri imortalizou a seguinte sentença:

     "Não tenha medo: O nosso destino não pode ser tirado de nós. É uma dádiva."

     E eu nem tenho meios suficientes para expressar o quanto essa máxima é uma das que mais regem a maneira com que enfrento minhas jornadas! Só tenho a compartilhar que a considero plena de verdade!
     Destino não exige que a gente corra ou pare para alcançá-lo, ordenando que esgotemos nossas forças ou contrariemos nossos melhores princípios. É sendo Paz que ele chega até nós. E sempre encontra um jeito de caminhar a nosso lado. Ele não nos arrasta... Nos conduz pelas mãos! Apenas precisamos viver, ser o Bem e seguir a intuição!
Pin It
Atualizado em: Dom 5 Ago 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222