person_outline



search

O Deus que é deus!

O deus que eu quero pra mim não se inicia com letra maiúscula. Ele não é maior que todos nós. Ele nem é "ele", talvez seja "ela" ou, até mesmo, "nós". Usarei "ele" por respeitar a generalização da nossa língua portuguesa. Poderia não respeitar? Poderia. Mas isso não importa aqui.
O deus que quero pra mim também não é melhor que ninguém. Ele ainda está aprendendo a crescer e a se modificar de acordo com as mudanças do mundo.
Ele não quer que haja violência, nem ódio, nem preconceitos, nem discriminação e, muito menos,
mortes inspiradas por seu nome.
Ele não está em prédios de madeira e pedra mas também não está na voz de "homens poderosos", nem de instituições que prometem o céu.
Ele está no meio de nós... em cada atitude de amor que demonstramos, em cada pessoa que conseguimos perdoar - incluindo a nós mesmos -, em cada momento de felicidade que compartilhamos com as pessoas que amamos. Ele não se importa com o sexo, a cor, o gênero, a profissão ou a classe social dessas pessoas, contanto que haja, puramente, AMOR. Ele se importa com o mundo, com a natureza, com o nosso bem estar... ele quer que continuemos tendo uma casa, um lar.
Ele não quer que você dê dinheiro a ele. Ele sabe o quanto o dinheiro é difícil de conseguir. Ele sabe que o dinheiro é uma ferramenta de sobrevivência na nossa sociedade - infelizmente. Ele quer que usemos o dinheiro e as tecnologias para nos ajudar a crescer enquanto seres humanos. Ele não quer que haja exploração do próximo. Ele quer que haja uma sociedade justa, livre, igualitária e, acima de tudo, que essa sociedade encontre a felicidade, mas não às custas de ninguém - nem mesmo às custas dele.
Ele não quer ser o centro das atenções e nem que o responsabilizemos por nossas imperfeições.
Ele está no som do vento, do oceano. Ele está na imensidão do céu. Podemos facilmente senti-lo quando fechamos os olhos e nos damos conta do quanto somos pequenos e efêmeros. Do quanto a vida é curta e intensa. Do quanto não podemos desperdiçar nosso precioso tempo com rancores, mágoas e ódios.
Ele sabe que é difícil, mas ele acredita em todos nós, afinal ele existe dentro de cada um de nós...
Alguns o chamam de Deus, outros de Buda, Alá, Grande Deusa... Vários nomes para falarmos de coisas muito parecidas... Perdão, amor e respeito.
O deus que eu quero pra mim não machuca ninguém, não julga ninguém... ele só nos mostra o caminho do amor... Ele sabe que se você seguir esse caminho será feliz. Mas tudo tem seu tempo, ninguém é perfeito, nem mesmo ele.
Fico me perguntando... por que deus seria diferente?
Pin It
Atualizado em: Qua 25 Jul 2018

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222