person_outline



search

O olho que tudo vê

Muitos mangakás nacionais investem na sua própria construção de mundo. Não são raros os cenários que são tão singulares que desejamos morar dentro deles, vivenciar suas experiências e absorver os seus conhecimentos. Válon é esse tipo de mundo, um mangá B-shonen criado pelo Joey e desenhado pelo Leo Porto, publicado inicialmente como uma one-shot na Revista Action Hiken do Estúdio Armon.
            Na trama, acompanhamos o dia a dia de Válon, Oshizu e Toriú, que são treinados pelo mestre Dekisan, uma mistura de sábio, lutador e mago. Com sua sabedoria, ele desenvolve as habilidades dos três irmãos, junto a muitas garotas e garotas da mesma idade que o trio de protagonistas. Válon sofre bastante preconceito devido a deformação em seu olho direito.
            O personagem título é o mais dedicado discípulo do mestre Dekisan, treinando vigorosamente dia e noite. É solitário e rígido consigo mesmo. Oshizu é delicada, orgulhosa de suas habilidades, porém possui muito medo dentro de si. Toriú serve como alívio cômico nessa etapa inicial, pois é portador de uma grande preguiça. Dekisan parece conhecer cada um muito bem e a fundo.
            Tendo terríveis premonições sobre o futuro dos seus discípulos, ele decide criar uma prova final. Com um poderoso feitiço, o velho ancião cria um labirinto cheio de monstros. Lá, os seus alunos terão que provar que estão prontos para enfrentar os desafios que virão. O passado do personagem título terá grande destaque no decorrer da história. Eu já me amarrei nessa aventura!
            Como eu li a one-shot, que inclusive tinha os desenhos de Sílvio Spínola, a trama parecia ter um ritmo mais cadenciado. Talvez por ser uma história fechada, ao menos foi essa a minha impressão. A imposição de prazos pode ter dificultado essa questão, mas do terceiro capítulo em diante parece que vamos equilibrando essa questão do ritmo narrativo. Em se tratando de desenho, o Leo cumpre bem o seu papel. O traço está bem shonen, e não aparenta nenhum erro. O desenho dele só tem a evoluir.
            O mangá diverte e possui uma ótima trama de fundo. O olho de Válon tem uma função na história importante na história. Talvez, assim como no one-shot, seus poderes oculares possam ser suficientes para derrotar os grandes vilões interessados nas joias de Meshtar. Só saberemos se lermos esse mangá mensalmente. Foi uma das serializações mais aguardadas da Action Hiken e chegou de modo exemplar. Parabéns a dupla responsável pelo projeto.
http://www.estudioarmon.com.br/search/label/Joey
Pin It
Atualizado em: Seg 15 Jul 2019

Deixe seu comentário
É preciso estar "logado".

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222