person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

140 batimentos por minuto

Minhas mãos aos montes transpiram
Meu corpo trêmulo agora busca por uma calmaria
Minhas narinas sem função já não respiram
Dormir? outrora poderia

Quem dera fosse tudo isso adrenalina
Quem sabe apenas animação genuína
Bateram-se três da madruga
E essa energia perseguia sem fuga
Profissional assassina

Aquelas palavras que não foram ditas
Não foram ditas pois o peito travou
Aquelas promessas tão bonitas
Não foram cumpridas porque o racional não deixou
Mil e uma coisas lindas
Que o vento levou

E por falar em mil que nem sequer posso citar
Que tal falar dos mil pensamentos diarios
Só pra começar?
Pensamentos de todas as ordens, e são vários
Nessa eterna máquina de ponderar
Pondera tanto que as vezes não da nem pra controlar
Pelo amor, onde fica o botão de desligar?

Porque não basta apenas nessa vida ponderar
Nem tudo se resume a raciocinar
Quero por um momento parar de pensar
Sem ter que estar ligado ou ter de me ligar
Quero apenas vivenciar
Pin It
Atualizado em: Sex 8 Set 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222