person_outline



search

poesia

  • A NOVA JERUSALÉM NO APOCALIPSE

    Veio um dos sete anjos que têm as sete taças cheias dos últimos flagelos, a divindade do centro coronário,

    E falou comigo dizendo: vem, mostrar-te-ei a noiva, a alma, a esposa do cordeiro, o Cristo no coração.

    E me transportou, em espírito, até a uma grande e elevada montanha, no alto da cabeça, 

    E me mostrou a Santa cidade, Jerusalém, o corpo de luz que descia do céu de Deus, a perfeição. 



    A cidade Santa, é o corpo de pura luz, que tem a glória de Deus, o seu fulgor, a luz do onipotente,

    E sua luz era semelhante a uma pedra preciosíssima, como pedra de jaspe, resplandecente como um cristal,

    Esta é a aura da glória celestial que emanava cintilações de luz, com os raios divinos,

    Da sagrada Chama do coração irradiava a luz com cintilações das sete cores do Sol, a eterna luz espiritual.



    Tinha grande e alta muralha, que é a aura da cidade, o corpo de pura luz do homem e da mulher eternos,

    Tinha também doze portas, que são as doze aberturas do corpo,

    E doze anjos são os doze grandes trabalhadores nas doze portas do corpo e os nomes escritos

    As doze tribos ou divisões dos filhos de Israel, o lutador com suas forças cumpre as doze missões no corpo.




    Três portas ao leste, três ao norte, três ao sul e três a oeste, dinamizadas pela energia espiritual criadora,

    Despertam no cérebro, os centros dinamizados por esta divina energia,

    A muralha ou a aura divina do corpo tinha doze fundamentos que são as doze faculdades do espírito,

    Representado pelos doze apóstolos do cordeiro, as virtudes divinas do Cristo no coração, a luz que irradia.



    Aquele que falava comigo tinha por medida uma vara de ouro, para medir a cidade,

    A cidade, o corpo de luz e suas portas, a sua muralha e sua largura são iguais a seu comprimento,

    A cidade é quadrangular, de comprimento e larguras iguais,

    Porque o corpo com os braços em forma de cruz, mede a mesma coisa, tanto na largura e no comprimento.



    Mediu a cidade com a vara até doze mil estádios, quando as doze faculdades do espírito são desenvolvidas,

    Mediu também a sua muralha, de cento e quarenta e quatro côvados, medida de homem ou de anjo divinal,

    A medida do homem perfeito é nove, a trindade na Chama do coração, no chacra laríngeo e Chacra frontal

    Na unificação da luz no alto da cabeça, ocorre a divinização do homem e da mulher, a Chama espiritual.



    A estrutura da muralha é de jaspe, e a cidade é de ouro semelhante a vidro límpido, a luz refletida no corpo,

    Os fundamentos da muralha da cidade estão adornados de todas as espécies de pedras preciosas

    Os fundamentos são as forças ou as doze faculdades do espírito desenvolvidas 

    As doze faculdades do espírito emanam uma radiação semelhante ao brilho de todas as pedras preciosas.

     

    As doze portas, são doze pérolas, e cada uma dessas portas de uma só pérola, é o símbolo da pureza,

    A praça da cidade é de ouro puro, são os cordões de energia na coluna dorsal, a luz de Deus EU SOU,

    Os cordões de energia são de ouro puro, a luz divina é a luz espiritual como vidro transparente

    Acidade não precisa de sol, nem da lua e claridade, porque a luz é a vida do Pai nosso e Senhor.



    Na cidade não vi templo porque o templo do Senhor Deus todo poderoso é o cordeiro, o Cristo no coração,

    Todo corpo puro de luz celestial se converte no templo do altíssimo, a eterna luz irradiante,

    Pois a glória de Deus ilumina o templo, a nova Jerusalém ou o corpo de luz e o cordeiro é sua lâmpada,

    As nações andarão mediante a sua luz, e os reis da terra lhe trazem a sua glória, o amor de Deus triunfante.



    As portas da cidade, o corpo de luz, nunca se fecharão de dia, porque nela não haverá noite ou ignorância,

    E lhe trarão a glória da luz de Deus e a honra das nações, nela não penetrará coisa alguma contaminada,

    Nem o que pratica abominação e mentira porque está defendida por sua aura da divina luz

    Mas somente os inscritos no livro da vida do cordeiro, o Cristo no coração, a vida eterna manifestada.
  • Corpo e alma

                     Corpo  e  alma
                     Sei que se completa
                     Compartilham alerta
                     Unindo as palmas
                           **
                     Mãos postas
                     Em oração supérflua
                    Perene perpétua
                    Culpa  nostra
                         **
                    Mostra a cara
                    Mostra a alma
                    O labirinto renitente
                    Rebuscando sem calma




  • Moinho de vento

    Um elo de esperança movia
    Sorria o moinho de vento
    Em acenos graciosos, que penso
    Moinho de vento girando
    Refrigério para o amor
    Afasta o sentimento da dor
    Trazendo a certeza :estou amando!
  • Eu não quero que alguém me ame

    Como eu te amo.
     
     
    Pois a mínima desatenção minha
    Faria essa pessoa se 
    Despedaçar.
    Assim como eu me
    Desmantelo, quando 
    Você não me dá 
    Atenção.
     
    Por isso faço 
    Com que me odeiem,
    Achem que sou estúpida,
    Para o próprio bem das
    Pessoas que se
    Entusiasmam 
    Por mim...
     
    Imagine se me amam
    Como eu te amo,
    Viveriam em sofrimento,
    Inda mais sabendo que
    Amo apenas 1: você!!!
     
    E como sofro por 
    Não ser correspondida...
     
    Não,  não  quero que
    Alguém  me ame do
    Jeito que te amo.
    Será  tortura certa
    Para esse alguém
    Viver segundo após 
    Segundo seguindo a
    Mim, por um pouco de
    Amor , que nunca
    Chega...
     
  • "REFLEXÃO" "harmonizando com o silêncio"

    Quando me harmonizo com o silêncio, com o rosto em prantos eu ouço bem baixinho meu coração contestando a veracidade do destino. Ouço ele dizendo que a maneira que o tempo escolhe para adequar com sua vontade, um sentimento extremamente sensível e verdadeiro, é um tanto dolorosa e amarga, é batalha acima da capacidade que ele possui no momento, nesse momento de reflexão, desejo da paz e da luz divina que conduz o maior e puro amor.

    Eu me deixo ser levado aos sons de DEUS, à sublime melodia da natureza, sentindo um querer natural de emudecer-me e refletir sobre as coisas que eu mais gosto e amo. Fecho meus olhos e deixo minha mente ver por mim, ela vai captando fontes sagradas que são me trazidas apenas pelo meu espírito. 

    Os reflexos coloridos dos jardins naturais resignam um destino para cada planejamento meu, as folhas se balançam, parecendo querer me dizer que também amam a vida e que sou bem vindo ali. Me entrego à energia suprema que neste momento me da confiança e me faz ser bom.

    Neste meu instante de sincronismo com a razão superior, me sinto na falta de merecimento e por um instante me retrocedo, revendo atos incabíveis que quando na fraqueza de espírito, eu cometi. Aborrecido comigo mesmo, suplico num grito emocionado a remissão pro meu único e verdadeiro refúgio,DEUS.

    Percebo que minha súplica foi concedida, uma paz absoluta neste momento se põe e minha alma, no mais profundo do meu ser, me oferecendo ainda mais vontade de viver. Por tudo isso. Viverei, agradecerei e amarei.

    Enviarei um link aos que quizerem ouvir esta reflexão com trilha sonora e narração feitas por mim! Basta me enviar uma mensagem, um recado deixando um e-mail, lhes enviarei com o maior prazer e ficarei grato! Aguardo sua solicitação! Obrigado a todos!
  • (EN)FIM

    acabar-me-ei sozinho
    em um quarto
    barato,
    arrependido,
    sonhando com viagens
    jamais feitas,
    com amores jamais vividos
    e com sonhos jamais realizados
    encarando o teto
    e sentindo as paredes se 
    estreitarem na medida em
    que me lembro do ontem,
    com lágrimas nos olhos e dor
    no peito; angustiado e amargo,
    sem amigos,
    com pulmões exaustos
    pelos cigarros,
    e o coração como uma
    bomba desativada, sem ter 
    por quem explodir,
    acreditando cada vez menos
    na existência de Deus,
    e menos ainda no amor,
    embora tenha chegado perto
    algumas vezes-mas me enganando 
    dolorosamente e agora,com
    vinte e poucos anos porém
    exausto como quem viveu oitenta,
    olho para tudo mas
    não enxergo sentido algum em nada,
    cada vez mais certo de que
    não há vitória possível
    e que momentos felizes
    são, no geral, pequenas pausas
    que antecedem a melancolia.
    do outro lado da porta
    a morte força a entrada
    e desiste, mas amanhã ela
    retornará, e depois, e depois,
    incansavelmente,
    até que encontre a porta
    destrancada.
    é assim, que tudo
    acaba, afinal?
  • ***SERÁ*

    Será que tudo é pra sempre?
    Ou somos nós que acreditamos em algo e fazemos com que isso dure]
    [o tempo necessário para que se torne eterno?

    Será que o amor existe mesmo?
    Ou somos nós que ao gostarmos de alguém, damos tudo para que esta pessoa possa se sentir amada, respeitada a tal ponto que começamos a chamar isso de amor?

    Porque será que quando deixamos alguém magoado não pensamos nas consequencias que isso poderá nos trazer mais tarde, e simplesmente deixamos?

    Porque será que é tão triste, quando tudo aquilo que achavamos que era o certo a se fazer, na verdade era a coisa mais errada!

    Porque que a vida tem que ser cheia de incertezas?

    Porque cada passo que nós damos deve ser terrivelmente articulado, pensado, para mais à frente não darmos de cara com a parede que nós mesmos construímos?

    Às vezes cada um de nós deve parar para pensar se tudo o que estamos passando é um acaso, ou fomos nós que provocamos em um tempo já esquecido!

    "A vida é uma caixinha de surpresas" como muitos dizem. Só que quem coloca as surpresas lá dentro somos  nós mesmos!
  • 140 batimentos por minuto

    Minhas mãos aos montes transpiram
    Meu corpo trêmulo agora busca por uma calmaria
    Minhas narinas sem função já não respiram
    Dormir? outrora poderia

    Quem dera fosse tudo isso adrenalina
    Quem sabe apenas animação genuína
    Bateram-se três da madruga
    E essa energia perseguia sem fuga
    Profissional assassina

    Aquelas palavras que não foram ditas
    Não foram ditas pois o peito travou
    Aquelas promessas tão bonitas
    Não foram cumpridas porque o racional não deixou
    Mil e uma coisas lindas
    Que o vento levou

    E por falar em mil que nem sequer posso citar
    Que tal falar dos mil pensamentos diarios
    Só pra começar?
    Pensamentos de todas as ordens, e são vários
    Nessa eterna máquina de ponderar
    Pondera tanto que as vezes não da nem pra controlar
    Pelo amor, onde fica o botão de desligar?

    Porque não basta apenas nessa vida ponderar
    Nem tudo se resume a raciocinar
    Quero por um momento parar de pensar
    Sem ter que estar ligado ou ter de me ligar
    Quero apenas vivenciar
  • 27 (Vinte e sete)

    "Eu deveria ter 27 trilhas em caminhos;
              Eu deveria ter 27 tinteiros e um pincel;
              Eu tenho 27 trilhas em caminhos;
              Eu tenho 27 tinteiros e um pincel."

              Na cidade de Natal, um jovem nascido no dia 27, posteriormente nomeado por sua sobrinha de Tupo e anteriormente por sua mãe de Tulipo, que veio da admiração de sua mãe as suas 27 tulipas e do desejo de uma filha, mas Tulipo não é flor e não se preocupa com zoação.

              "A cidade deveria ter 27 ruas em estradas;
              A cidade deveria ter 27 edifícios de 27 andares;
              A cidade tem 27 ruas em estradas;
              A cidade tem 27 edifícios de 27 andares."

              No centro de um dos 27 traços do centro da rua, Tulipo comanda a dança de um grupo que se denomina seu e se nomeia: Os 27 céus. O grupo canta e dança em 27 passos alternados entre: para frente, para trás, para um lado e para o outro. Todos seguindo as ordens de Tulipo que criou este grupo de 27 pessoas para comandá-lo em uma competição na mídia visual.

              "Deveríamos ter 27 dias para praticar;
              Deveríamos ter 27 chances até vencer ou perder;
              Temos 27 dias para praticar;
              Temos 27 chances até vencer ou perder."

              Tulipo ficou irritado na sua primeira das 27 apresentações, mesmo assim ganhou e depois brigou, chingou seu grupo e toda está gritaria serviu para orientá-los a melhorar. As 27 apresentações tem sua definição definida e logo soa o nome do vencedor e Tulipo sorri, não acredita, fica desorientado por alguns instantes e dá 27 passos em direção ao palco da premiação e agradece a todos.

              "Às vezes não acreditamos em números;
              Às vezes não acreditamos em nós mesmos;
              Às vezes acreditamos em números;
              Às vezes acreditamos em nós mesmos."
  • A Árvore da Vida

    É o lugar onde deito
    Sobre as raízes,
    Derramo rios de lágrimas
    (doces e salgadas),
    Espalho-me
    Os cabelos libertos,
    Nesse chão de amor
    E compreensão,
    E não me envergonho.
     
    Ela que me faz companhia
    Dia e noite,
    Aconselha-me,
    Alimenta-me
    Com suas doces peras.
     
    Hoje me impôs que levantasse
    A cabeça
    Na direção da montanha verde,
    Aquela que liberta o sol (todo dia),
    A brisa (todas as horas) e
    O amor (a vida inteira)
     
    Ali te vi replantando
    Todos os girassóis com a flor cabisbaixa. E
    Afagavas o solo com suas poesias encantadas,
    Afugentavas os resquícios da paisagem cinzenta,
    Confiante no próximo amanhecer,
    Quando todos nós seremos mais felizes.
  • A beleza dos diferentes

    Vou continuar seguindo por aqui
    pensei que sabia aonde ir
    provando um novo gosto e assim
    metamorfose ambulante em fim

    Muitas palavras sem palavras
    o bastante para explicar
    sincera é a faísca que se excita
    perceberá em nosso olhar

    Sua mente rápida divaga, a normalidade acaba
    adoro a riqueza da alma, comigo se encaixa
    quero a diferença, a cor que a pele exala
    coisas e pessoas normais continuam tão sem graça

    Apenas diz o que pensa, sente, surpreende
    afinal, é difícil encontrar o assunto que prende
    a atenção inteligente, nosso sorriso se rende
    um tapete se estende quando alguém te entende

    Rotinas diurnas, lacunas noturnas
    meu coração trancafiado na mesma urna
    a matéria é só uma energia que se curva
    por sorte ou azar, para cada mão há uma luva

    Tudo passa e a escolha sempre será sua
    ser livre da rua para casa, de casa para rua
    insignificante é quem só atua e nos julga                                           
    Sempre seremos verdadeiros e intensos, sem dúvida

    O que se fala, muda, colore, posso esticar
    a metafisica que buscamos, poucos sabem apreciar
    trilha de pensamentos que se calam pelo ar
    se não puder enxergar é melhor nem perguntar

    Alternativas mentais são caminhos a percorrer
    na velocidade da luz, fazemos sem perceber
    entre o futuro e o passado, querer e se envolver
    tudo é raro e valioso, não temos tempo a perder
  • A cachoeira

    cruz machado cachoeira

    Um dia belo
    Na cachoeira a felicidade

    Um dia
    Do salto a queda

    Lá de cima vem o primeiro
    Lá de baixo olha o segundo

    E se o segundo sobe
    O primeiro lá embaixo está

    E se o segundo pula
    O de baixo vê

    Um dia belo
    Na cachoeira que mostra

    As quedas
    As subidas e decidas que a vida nos dá

    E em troca pede-nos:
    -Aproveite viva!

    31245885
    Esta aqui é a cachoeira no RN.
  • A Cachoeira kkk

    Na Cachoeira
    A água boa para se banhar

    Vejo uma mulher a chorar
    Já estive em seu lugar

    Vejo um homem saltar de cabeça na água kkk
    Já estive também lá

    Vejo um prender a respiração, mergulhar e ir lá em baixo
    Já estive nesta situação

    Vejo um rapaz a girar varias vezes dentro da água
    Íh, não estive nesta não kkk

    É a vida é assim
    Altos e baixos, choros e glorias

    Na cachoeira
    Curtir é o que me importa
    cruz machado cachoeira
  • A Caminho

    Pouco mais do que nada é o que sou,
    um fraco a arrastar sua humanidade.
    Nas mãos, além de calos e memórias
    de ancestrais carinhos, nada mais eu trago.

    Os bolsos vazios e o coração
    senão pelos amores agonizantes
    e a angustia de se caminhar só
    sem cajados ou bússolas.

    Não peço nada, já que mínimo é o que tenho.
    Se meu futuro é ponte inacabada
    e o presente, pó da estrada e farrapos
    de andrajoso andarilho
    na busca de paz e um cadinho de amor.

    Não me abras portas, ao me ver passar
    capaz que eu entre e queira ficar.
    Capaz até que vislumbre-me feliz
    como talvez nunca tenha sido, 
    dá-me somente água e o benefício da inocência.
    Não me corrompa coração e caminhos
    com a visão de alegrias
    que somente os puros podem provar.
  • A Charada

    Eu sou a charada por poucos decifrada
    Por vós amada por todos desejada
    A cara encriptada, coroa do reino fantochada
    Por todos disputada, por todos procurada
    O dilema a malícia a felicidade fictícia
    A corrupção do polícia a censura da notícia
    Matéria palpável desejada em abundância
    Mal inevitável o prólogo da ganância
    Sou o pseudónimo do ser anónimo
    Corpo de lúcifer é meu sinónimo
    Fui a razão da fúria de cristo
    Sou desde então o advogado do ministro
    Sou a razão das solidárias ajudas
    Fui a razão dos chicotes dos tugas
    Sou a causa da fama do judas
    Sou e serei o ser que tu não mudas.
    Sou a máscara do vosso baile
    O tecido do vosso xaile
    O defeito insuperável pela qualidade
    Plumas no leito que trazem infelicidade
    Eu sou o mal mas por ti necessário
    Ser decimal, sinal vital binário
    Na minha ausência a presença do precário
    Na abundante existência o sorriso do proprietário
    Sou debatido na igreja, no ministério
    No político partido no Vaticano em mistério
    Sou o vício do ambicioso sem critério
    Ser maligno que ninguém leva a sério
    O meu pacto com o homem só vai até o cemitério
    Quando vivo garanto-lhe um império
    Sou o incentivo das maldades do hemisfério
    Motivo do debate bélico no Iraque.
  • A dor de um anjo

    Dói de verdade
    ver anjos machucados
    anjos caídos
    que apenas queriam amor
    e um pouco de carinho..

    Apenas anjos
    pequenos anjos
    com grandes corações
    prontos para dar amor..

    São jogados fora
    maltratados e
    esquecidos..

    Pequenas almas humanas
    criadas para guerras
    almas inofensivas..

    Apenas criadas para matar
    não para amar, não para respeitar
    apenas para matar e ignorar..

    Animais anjos caídos 
    estão sempre para te amar
    não para serem maltratados..

    Pelos humanos sem corações
    corações de verdade aqueles
    com carinho, amor e compreensão..

    Talvez ninguém tenha visto
    mas, a verdadeira guerra já começou
    só nós que ainda não notamos..

    A guerra por ódio 
    um querendo ser superior 
    ao outro
    um matando o outro pela sua
    cor, sexualidade e gênero..

    Pequenas almas 
    sendo motivos de piadas
    sendo motivos de morte
    sendo espancados e jogados
    foras como lixos por uma sociedade
    que deveria amar um ao outro..

    Agora podemos ver que os
    verdadeiros anjos, almas 
    felizes e amorosas
    estão apenas sendo destruídas..

    Por monstros que não conseguimos
    ver, mas estão ali..

    Por favor não sinta ódio
    Não machuque ninguém
    Não xingue ninguém
    Não faça o mal..

    ~Todo mal que te fizeram apenas retribua com amor,
    Porque quando se tem amor, força de vontade e objetivos ninguém pode te derrubar…
  • A Fragilidade do Azul

    Todo carinho ainda é pouco
    para coração assim
    tão frágil.

    Sim, cuidado! Pois meu coração
    é frágil como um faquir
    ou professor de física
    tísico e desgrenhado.

    Fragilíssimo!
    Como a moça de porcelana e celulites
    que, às quintas, cospe fogo
    em circos de quinta.

    Frágil como uma réstia de luz
    no derradeiro instante
    de um crepúsculo azul.
  • À Geni

    Não é o dar-se amiúde
    nem o amar por amar
    que lhe tornam inaceitável,
    mas o alter ego escarrado na cara
    espelho para damas insuspeitas.
    Seu corpo nômade
    é que injeta o sangue
    nos olhos da igreja
    e faz perder-se o bispo.
  • A Jazz

    Sim, é jazz
    No ritmo
    Do coração arrítmico
    Que agora jaz
    É jazz
    No riso
    Que de improviso
    Surge pelo que és
    Um jazz
    Com swing de blues
    Corpos nus
    E tempo marcado nos pés
    O jazz
    Que em cada nota
    Pergunta e anseia resposta
    Para nosso viés.
  • A Noite

    A noite está escura
    A noite reina a paz
    A noite trás ternura 
    A noite me satisfaz

    A noite as trevas brincam 
    A noite o mistério se esconde
    A noite toca uma sinfonia
    A noite me leva longe

    A noite tudo se escuta 
    A noite nada se ouve
    A noite trava a batalha bruta
    A noite aqui me trouxe

    A noite se silencia 
    A noite me matou 
    A noite guarda segredos
    NA noite presa estou
  • A Ressurreição

    Uma Luz se acendeu
    Quando o menino Jesus nasceu, transformou água em vinho, multiplicou sete pães, Andou sobre as águas Curou enfermos, surdos, Cegos e paralíticos, purificou os leprosos,ressuscitou Lázaro,realizou vários outros milagres.
    Mesmo assim,
    Muitos em ti não acreditavam...
    Por Judas foi traído,e por Pedro três vezes negado.No deserto pelo o inimigo foi tentado Jesus foi crucificado,Seu sangue foi derramado,
    Para salvar os pecadores
    Que de seus milagres muitos duvidaram,
    Deus deu seu único filho
    Para salvar toda humanidade
    Viu na cruz sendo pregado
    Com o coração triste,
    A cada segundo nosso senhor sofria calado.
    mas, para a alegria dos fieis
    Ao terceiro dia, Jesus ressuscitou.
    Com amor e nenhuma magoa a todos Jesus perdoou
    Com sua bondade de braços abertos
    A todo Jesus ampara,
    Mas fecha os olhos para não vê os nossos pecados,
    Sem nenhum arrependimento Jesus esquece todo o nosso passado. Que nesta Páscoa nos lembremos dos ensinamentos de Jesus: PAZ, AMOR, HUMILDADE e RESPEITO AO PRÓXIMO.
    Que o amor de Deus possa chegar a todos os corações, amando uns aos outros como Jesus nos ensinou.
  • A UNIÃO AMOROSA COM DEUS, O CRISTO ETERNO NO CORAÇÃO

     “CONHECE-TE A TI MESMO”
    A consciência externa nada pode saber e fazer, porque EU SOU a força, a substância e a inteligência,
    Defino os pensamentos da consciência externa, tornando-a capaz de fazer tudo o que faz externamente,
    Entendendo o significado destas palavras, a alma ou consciência externa, está preparada para obedece-las,
    Entregue tudo a MIM, o real SER, rejeite as ideias carnais, então EU expresso MINHA ideia eternamente.
    Você SOU EU mesmo, Deus, o Cristo, a Chama do coração, viva consciente de MIM, alegre e sereno,
    Agradeça cada experiência, manifestação, intenção e viva na união amorosa da visão de MINHA realidade,
    EU SOU quem suaviza e ordena suas tarefas e se você busca conhecer MINHA vontade,
    Realize cada tarefa, tudo em nome de Deus-Pai-Mãe em seu coração sua eterna identidade.
    Tudo será bênção para você, assim como em todas as experiências, nos negócios e condição de vida,
    São veículos externos que EU escolhi e uso para conduzir você a certas experiências com a mente carnal
    Despertando as qualidades imperfeitas da alma para aprender a cantar os MEUS nomes sagrados
    Não para amontoar riqueza, mas amar a MIM e ao próximo, porque todos são o Cristo eterno divinal.
    Eu desperto a MINHA realização em tudo o que você faz,  aceite a eterna riqueza reservada para si mesmo
    SOU EU que movo seu corpo para o escritório, dirijo seus negócios, profissão, e trabalho manual,
    Em todo lugar você pode ME servir, pois EU, seu real SER, desperto com MINHA influência,
    Leve a sua presença viva, abrindo os corações com MINHA eterna luz e MEU amor, esta é a vida espiritual.
    Deixe que MINHA luz e o amor curador em seu coração jorrem para dentro dos corações de todos
    Então você sentirá uma simpatia, amor e o desejo de ajudar a todos, pois você é uma benéfica influência,
    Este poder atrairá para você, negócios, dinheiro, amigos e abundâncias do que o corpo carnal necessita,
    Esta é MINHA visão, manifestando as MINHAS qualidades em seu coração, a sua eterna consciência.
    Comungue e sirva com paz, alegria e adore, escutando MINHA voz em seu coração
    Faça isto, obedeça ao calor e a vibração do MEU eterno amor que envolve você, sua irmã ou irmão,
    Você terá o domínio sobre o ego carnal, vendo unicamente a MIM, seu divino SER em tudo e em todos,
    Desta forma, você sentirá MINHA presença, com uma luz nos olhos e o propósito da vida, a perfeição.
    No seu lar, como em todos, EU estou presente, através do esposo, esposa, filho ou filha,
    No coração do Pai, mãe,  irmã e irmão, ensino a você, a paciência, amor, tolerância e bondade em ação,
    Porque desenvolvo um coração compreensivo, mostrando a você que estou em todos eles,
    Não os culpe pelos seus erros, volte-se para MIM que falo com palavras amorosas, acalmando o coração.  
    Una-se a MIM o seu real SER em cada um, porque EU SOU a única inteligência e atendo quando solicitado,
    Sua escola e mais sábio mestre está em sua casa e EU, o mestre eterno, ensino a MINHA verdade,
    Através do próximo e de todos através de si mesmo e consciente do seu próprio SER, o Cristo no coração,
    Descanse em MIM e MINHA  sabedoria, assim inspiro suas palavras e transmito poder em toda atividade.
    Não se preocupe com efeitos nos outros e coloque toda responsabilidade sobre MIM em seu coração
    Nas personalidades dos seus irmãos, você verá MINHA harmonia, tolerância e perfeição,
    Desta maneira, você verá o seu verdadeiro e eterno SER brilhando nos seus olhos e em sua volta,
    Porque EU, em todos, SOU a fonte do amor e o ego carnal se afastará de MINHA ideia divina e criação.
    Muito há para fazer onde EU coloquei você e o que for desagradável, volte-se para MIM em seu coração,
    Leve aos seus irmãos MINHA inspiração e tudo se realiza, pois sua vontade é una com MINHA vontade,
    Assim seus caminhos serão um ciclo de bênção onde você estiver e sua luz brilhará e irradiará MEU amor
    Criando paz, amor e todos se sentirão felizes, com a glória do Cristo em seu coração e sua divina santidade.
  • A velha senhora

    Com ternura e beleza
    A velha senhora aguarda os seus netos
    Com a comida sobre a mesa
    Não, não é uma senhora qualquer
    Pois um dia já foi uma grande mulher

    Aliás, essa grandeza ainda perdura na atualidade
    Que grande mal julga-la apenas pela idade
    Ser humano que sofreu com a vida na cidade
    Aquele mundo novo, cheio de novidade

    Oriunda do Nordeste
    Desceu a Bahia
    Para chegar ao Sudeste

    Dentro de um ônibus, mais de três dias de viagem
    Observando a transformação da paisagem
    Paisagem que aos poucos virava miragem
    Nela, enxergava uma vida bem sucedida
    Estava em São Paulo, terra da garoa prometida
    Havia fartura e muito dinheiro
    O clima era totalmente hospedeiro

    Quando na terra da garoa realmente chegou
    Não foi exatamente isso que encontrou
    Uma lágrima cai, ao lembrar o tanto que lutou
    Com uma profissão tinha de se ocupar
    E investiu o pouco que tinha num pequeno tear

    Começou uma pequena produção de tapete
    Costurava dia e noite, filete a filete
    O suor do trabalho lhe dava asa
    Assim pôde comprar sua humilde casa

    Foi lá que criou os seus seis filhos
    Venceu a vida apesar dos empecilhos
    Agora alegra-se em saber
    Que sempre o querer é poder!
  • A vida te desenhou bela

    Meio mandona, bastante chorona, não gosta de brigas e prefere o silêncio, assim como eu. Gosta de poesias, cores, a lua e as estrelas, nada ligado aos astros, apenas admirava o brilho no céu escuro mesmo, que bom, a gente acreditava que nada pode modificar nosso futuro a não ser nossas próprias vontades. A vida a deixou cheia de marcas, foram essas que fizeram dela uma garota forte, ela só não se tocou disso ainda. 
    Ela não era muito confiante, mas com o tempo acabou perdendo o medo de muita coisa, diz que foi por minha causa, quem mais ganhou com isso fui eu. Nossos gostos musicais são bem diferentes, ela gosta mais de sertanejo e eu mais de rock, é difícil encontrar uma música que agrade a nós dois. 
    Ri de quase tudo com aquele sorriso desajeitado, seus pequenos olhos se fecham um mais do que o outro enquanto ela ri. Ela é linda! 
    Sobre aquelas marcas? Pois é... desenharam ela da forma mais bela que eu já vi.
  • A zona (a pior das piores)

    As vezes sinto vontade de ficar
    E penso que é normal
    Mas se é tão habitual estagnar
    Porque minha vontade de correr é fatal?

    Como hedonê esse suplicio me seduz
    Para um mundo imovél essa vontade me conduz
    Mas como um resquicio de luz
    Uma força dentro de mim se reproduz

    Põe de volta o moinho em movimento
    Faz o dom quixote interno ser são por um momento
    Faz o que antes caia na simplicidade de um intento
    virar real e trazer contentamento

    Minhas mãos agora deslizam
    Acessos de inspiração e epifania transbordam em mim
    Ideias na minha mente cristalizam
    E se tudo for posto em seu lugar,
    Não serei o mesmo enfim

    Adrenalina usurpa-me o direito de falar
    Agora todo o meu ser se concentra em exercer
    Exercer o poder de criar
    poder este, que é de toda obra

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222