person_outline



search

Beleza

  • Oh, Amor

    Oh Amor, seu toque delicado
    Beslisca e me acalma a alma
    Me deixa de lado e te trago no peito e a cada cigarro que eu fumo
    Trago-lhe a cada segundo comigo, lado a lado
    Larga-me as vezes mas eu sou teimosa e volto a te buscar novamente
    Em busca de algo novo se realizar
    Um eu novo renasce a cada encontro de ti, Amor
    Mesmo tratado como tão clichê no mundo, me surpreende a cada minuto que te olho e te beijo
    Um beijo as vezes não tão físico, as vezes quebra a lei da física, tranformando qualquer coisa em que nem os mais inteligentes saberiam explicar
    A sensação, é como uma colisão de nossos corpos, talvez celestias, mas sempre nus
    Para que todos possam ver nossa beleza e pureza
    Oh, amor, és híbrido ou hibisco a ponto de queimar-me?
  • Olivia

    Afasta-te de Olivia e suspire em meus ouvidos suas notas musicais
     
    Exale seu perfume aos quatro ventos e sopre em meu olfato seu hálito doce
     
    Dance...entorpeca a mente dos tolos e busque a atenção do meu olhar
     
    Transpire sensualidade e provoque saliva em mnha boca
     
    Este é o seu limite, náo o ultrapasse.
     
    Fita-me e desviarei. Chama-me e ignorarei. Toque-me e reprovarei.
     
    No momento certo, cercarei seus olhos, paralisarei seu corpo e congelarei seu ar.
     
    Fuja-te. Posso ser a linha tenue entre sua vida e sua morte
     
    Deixe-me em solidáo viver a glória do impossivel, a loucura do infinito e a sufocante e obsessiva paixão pelo inexistente.
  • Os três passos para o amor

    Os três passos para o amor:

    1)Se ame como você é hoje! -
    Compre as suas roupas, perfumes e o que gosta pensando em usá-los no presente e não daqui meses ou anos.
    Lembre-se: você é lindo(a) do jeitinho que é, então se mime e usufrua do que gosta sem julgamentos. 

    2)O seu presente também traz felicidade-
    Crie as suas metas futuras, mas se admirando e sendo grato pelo hoje, bem como pelas suas metas já conquistadas. 
    Ânimo, você já é um vencedor!

    3)Viva o agora! -
    Seja grato pelas oportunidades e não deixe-as passar. Respeite o seu tempo sempre, todavia se já der para fazer, não se sabote e acredite: esse já é o momento.
    Faça hoje e não no próximo ano...o seu livro de vida é o agora!
  • Para você

    Deus te fez do jeitinho que você é, valorize! 
    Você está podendo acordar mais um dia, valorize!
    Você é a imagem e semelhança de um pai que te ama, valorize!
    Faça gestos de amor para si mesmo e verá o amor que está dentro de você irradiar ao seu redor. 

    A vida não precisa ser triste, ser pesada ou de total desânimo. Eu sei, você pode estar em um momento muito ruim, mas a escolha entre um sorrir e um chorar é apenas sua! A escolha entre um pensar ruim e um pensar alegre, é sua! É exclusivamente sua! Então, se dê valor! Se ame! Porque, o maior antídoto para uma cura, para qualquer cura, está em suas mãos: o auto amor.

  • PERDA

     
    São muitas as mulheres no mundo
    e eu sou a-penas um Só
    para todo o desejo mais profundo
    do amor da carne no cerne
    do amor maior...


    .................................................................................

    © do Autor, IN: Concursos literários do Piauí. Teresina, Fundação Cultural do Piauí, 2005. 226 p. Página 181.


  • Plena Fico em Cada Contradição

    Suspiro de realidade
    Conto-me em paixão
    Plena fico
    Em cada contradição.
    Essa é a minha hora:
    Tema sem exatidão,
    Esse é o meu título:
    Tempo sem previsão.
    Tic-tac soam meus passos

    No chão:
    Donos do compasso eles são.
    Tic-tac: ouço dos meus pés
    A estação
    Com a minha noção de tempo:
    Caminho eles são.
  • POEMA CONCRETO

    O aço e o cimento conjugados

    ((pedra jo  g    a        d                a)

    nos olhos (de vidro))

    no dia a dia da vida.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     


    ................................................................................


    © "Copyright" do Autor, IN: Concursos literários do Piauí. Teresina, 2005, Fundação Cultural do Piauí. 226 p. Página 190.
  • POEMA CONCRETO

    O aço e o cimento conjugados

    ((pedra j o   g       a       d          a)

    nos olhos (de vidro))

    no dia a dia da vida.

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     



    ..............................................................................

    © "Copyright" do Autor, IN: Concursos literários do Piauí. Teresina, 2005, Fundação Cultural do Piauí. 226 p. Página 190.
  • Poesias de tudo e mais um pouco

    Lindo passarinho,
    Que por aqui passaste
    Deixa-me ver-te voltar ao ninho
    E ouvir-te chorar pelos poucos que amaste.

    Pois tudo o que um dia viveu
    E prosperou alegremente
    Cresceu e morreu
    Como tudo o que tem forma.

    Ah, pequeno passarinho
    Põe em tua delicada face
    Uma expressão sorridente
    E cria nesse ninho
    Novas vidas e memórias.

    Não chores por passado.
    Grita pelo futuro.
    Deixa que eu cesse tuas lágrimas.
    E seja teu porto seguro.
  • Precauções do COVID-19

    Se cuide do jeito certo
    Se os sintomas surgir
    Se afaste de perto 
    Depois chame um médico

    Mantenha distância do infectado
    Fique o mais possível afastado
    Mantenha-se mascarado
    Faça tudo que logo estará curado

    Se o resultado der negativo
    A proteção deverá continuar
    Se esforce para seguir protegido
    Que logo a vacina chegará
  • Primavera

    Esgotou-se o frio da última noite 
    Encolhidas as flores em casulos 
    Estenderam-se em palmas de veludo 
    Procurando o sol feito um satélite   
     
    As mulheres que também são flores 
    Se encontraram em jardins de beleza 
    E surgiram nas ruas descalças
    Com botões e lábios de cereja
     
     
     
  • Primavera

    Esgotou-se o frio da última noite 
    Encolhidas as flores em casulos 
    Estenderam-se em palmas de veludo 
    Procurando o sol feito um satélite   
     
    As mulheres que também são flores 
    Se encontraram em jardins de beleza 
    E surgiram nas ruas descalças
    Com botões e lábios de cereja
  • SARTREANA

    Maldita seja toda esperança
    que faz continuar o mal
    do bem que só se alcança
    no viver sempre igual.



    © do Autor, in: Concursos literários do Piauí. Teresina, Fundação Cultural do Piauí, 2005. 226 p. Página 176.
  • SEIOS

    poente e
    nascente
    olho-
         -os
    dois
    : sois
    nu horizonte
    meu desejo é séu...

     

     

     

  • SEM RIMAS

     para o PT e o PSTU
     
    A vida passa de graça
    e fica ainda mais rica
    nos olhos de esperança
    que às mãos multiplicam
     
     
     
    ..............
    © do Autor, IN: Concursos literários do Piauí. Teresina, 2005, Fundação Cultural do Piauí. 226 p. Página 183.
  • Solitário Amor Lunar

    Querida Amada! Lua de mim encarnada!

    Por este breve-longo tempo em que de mim te ocultaste
    E encobriste de véu negro a tua bela face
    Estou agora radiosamente pleno
    Banhado em teu carinhoso sereno
    Contemplando o seu estado luminoso, que se faz de novo, em fino arco
    No que me condeno ser o seu solitário amado
    De ciclos em ciclos permanentes a te esperar

    Veja! Preparei para ti em um pedaço de tronco de Carvalho esse pequeno Sagrado Altar. Oculto no oco dessa frondosa Grande Árvore com seus grossos galhos ao céu se elevar

    Nele pus dois chifres que retirei de um crânio de cervos alados que desfaleceu, pelas caçadas de arco e flechas dos Minotauros nas florestas mágicas de Cale. Coloquei-os um ao lado do outro formando assim um círculo oval, representando a vida natural em seu eterno ciclo do morrer e viver

    Fui à beira do meu lago interno, e coletei uma porção de argila, confeccionando um pequeno recipiente de barro… e depois de pronto preenchi com as águas salgadas de Atlantes, e azeite das terras-península de Portus Cale… e sobre o azeite, produto das oliveiras, que emergiu se separando das águas, coloquei uma singela fina flor de calêndula africana, representando o fruto amoroso do teu feminino útero sagrado

    Com minhas mãos envolvendo a representação do teu Sagrado Útero, elevei-as acima de minha cabeça, estendendo-as, o mais longo que pude, ao mais Alto dos altos… e com o meu olhar voltado para imensidão de teus céus estrelados… dei graças a tua fertilidade receptora, e, calmamente, com todo carinho de meu apaixonado coração, pus teu recipiente no centro do círculo oval de chifres sobre o redondo pedaço de tronco de Carvalho, que fora, há tempos, cortado pelos poderosos machados dos gigantes ciclopes, para se aquecerem no rigoroso inverno dessas terras ibéricas, mas, que por algum propósito caiu ao ser transportado e, enrolando sobre os montes nas baixadas planícies se perdeu. Se achando agora aqui!

    Cantando teu amor em graça… passo a passo… com todo prazer e alegria pulsante do alto palpitar do meu apaixonado coração. Fui em pequenos e vagarosos passos na direção do meu encantado jardim, repleto de luzes dos pequenos vaga-lumes e coloridas lagartas luminescentes noturnas. Pedi licença aos pequenos duendes que fizera morada no grande arbusto do Alecrim, e retirei um verde e cheiroso galho em que confeccionei uma linda coroa. Fui a frondosa árvore de Amêndoa, e em reverência sagrada pedi licença, também, as luminosas fadas noturnas, retirando um galho repleto de pequenas flores rosas, aplicando-o, também, a confecção da pequena aureola junto a perfumados e aromatizantes galhos de Sálvia, Hortelã, Arruda e Melissa

    Repleto de amor… puro e majestoso… retornei ao teu altar. Cobri tua coroa de carinhosos beijos em que pronunciava encantadas palavras de preces e conjuramentos, e deitei a natural aureola sobre o Carvalho, envolvendo o recipiente por entre os milenares chifres dos sacrificados cervos alados

    Ao ver tanto amor envolvido a esse ritual… Os anões emergiram dos seus mundos subterrâneos, trazendo consigo os muitos cristais de Quartzo Rosa e Ametista, onde desenhei uma mandala em formato estrelar de pontas a envolver o óvulo de chifres, como um aglomerado de sêmen circundando freneticamente em energias vibratórias, a querer teu óvulo penetrar e teu útero germinar

    Os meus queridos amiguinhos… os gnomos do jardim… carinhosamente ofertaram uma cesta de pétalas sagradas de rosas banhadas em leite de cabras, e folhas de oliveiras banhadas em vinhos de uvas… e fiz uma chuva sagrada de pétalas e folhas a cair sobre todo o altar, ao som dos cânticos mágicos de minha boca a entonar, representando as águas celestes que banha os encantados altos ciprestes… fertilizando-a de Amor… onde se ouviu o uivo do gozo do lobo e o grito de orgasmo da coruja, em gemidos noturnos neste místico ritual da Lua Nova a ecoar

    Ó! Meu Amor… Querida Minha… Minha Querida!
    Receba essa oferta de luzes a pousar sobre o azeite, nesse candelabro de folhas feitas das sagradas parreiras dos altos montes lusitanos, em que dormem nos túmulos montanhosos os gigantes ciclopes, que por tempos de outrora caminhavam por estes solos, e com seu único olho a olhar… a deslumbrava… redondamente, em toda sua imensidão lunar

    Ó! Amada Minha… Meu Amor!
    Encabeçando o seu Sagrado Altar ofereço o meu Talismã Mágico, que nada mais é do que meu coração, em que agora em sangria descubro desse pano de barro enegrecido… nele visualizei os sagrados símbolos e entoei mantras e runas, e numa infusão de Ervas Sagradas dos Encantados Jardins de Avalon, durante nove noites de Lua Nova em que tua face foi oculta de mim, imantei-os com óleos de Linhaça e Bétula, além de unguentos aromáticos de Lavanda e Tea Tree. Este Talismã Mágico, Meu Amor, é o meu singelo coração em sacrifício a ti… toma-o! E guarde-o bem!

    Fecho meus olhos… levo minhas abertas mãos ao peito sangrado do meu coração retirado… e no silêncio visionário do meu ser… seres encantados se aproximam ao me retirar em passos para trás, do oco da Grande Árvore em que pus o teu Sagrado Altar

    Ao me retirar em retrógrados passos mortos… lentamente uma cortina de nuvens a Grande Árvore em espiral veio circundar
    Neblinas e brumas ao redor vieram nela bailar
    E dos mundanos olhos alheios o seu Sagrado Altar foi oculto
    Porque ninguém é capas de desvendar os mistérios e segredos desse culto
    Que a ti… me fiz o coração sacrificar
    Que a ti… o dediquei em rito benefício no Sagrado Altar
    Acabando de vez com os ciclos de bens e males do meu Solitário Amor Lunar

  • Teus olhos

    Quem em ti não viu perfeição
    Deve ter visto no reflexo de seus lindos olhos
    A própria face com seus mais tristes enganos.
  • Você não é bonito, você é um padrão!

    "Obcecado por dentes alinhados, sobrancelhas finas, uma pele lisa e macia sem nenhum tipo de ruga ou marcação. Uma cintura estreita, seguida de um quadril largo e coxas grandes. Uma grande bunda e grandes peitos..."

    Não, esse trecho não foi escrito por um psicopata, por um maníaco... Esse trecho foi escrito pela sociedade, descreve perfeitamente o PADRÃO.
    Ah, como você conhece esse padrão. É o padrão você tenta entrar todos os dias, é o padrão que você busca...
    Engraçado como o ser humano pode ser tão fútil e ingrato a ponto de nunca estar satisfeito com sua aparência, com o que enxerga no espelho. Não estou generalizando, de maneira alguma... Eu conheço muito bem as exceções. 
    Conheço aqueles que não se abatem, não abaixam a cabeça.
    O simples fato de não mostrar o que os outros querem, desejam, almejam e mais do que nunca, invejam, jamais vai para-lós... São superiores ao cabelinho da moda, as roupas de grife, ao corpinho definido.
    São aqueles que procuram apenas a felicidade e o amor, buscam ter uma vida de sucesso, expandir seus conhecimentos e tornar-se cada vez mais atraentes. 
    Não atraentes para os leigos, mas atraentes para pessoas diferentes, para pessoas especiais. Pessoas que compartilham os mesmos ideias, que podem dar amor e afeto independente do rostinho que o parceiro tem, do corpo que o parceiro tem, da aparência que o parceiro tem. 
    Não existe beleza exterior, existem exigências feitas todos os dias por nós mesmos, somos os jurados mais cruéis do planeta. Cobramos dos outros o que não queremos que nos cobrem, somos hipócritas... 
    Você é feio? Seja o feio mais atraente.

    Jamais ligue para o que as pessoas veem, e sim para o que elas sentem.
     Ao encher uma pessoa de amor e compaixão, você está fazendo a diferença, você está sendo BONITO, está tendo atitudes BONITAS.

    Quem lhe disse que espinhas são nojentas? Que o cabelo deve ser bem penteado? Que as roupas tem que combinar? É TUDO UMA QUESTÃO DE PERSPECTIVA. O FEIO, não existe.
    Todos nós somos diferentes, e isso é incrível...

    Sinta-se, perceba-se... Você está aqui para cumprir sua missão! Você está aqui por um propósito! Ninguém jamais vai poder te ditar o que fazer ou não.
    Nunca, em momento algum, deixe de fazer algo por não se sentir bonito o bastante para aquela ocasião.

    APROVEITE A VIDA MEU CAMARADA, seja boa pinta, seja descolado, mas nunca deixe de ser VOCÊ MESMO.

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222