person_outline



search

bagunça

  • Um Karma de esquina

    Gaguejo a cada instante

    Importante são todas as palavras

    Os olhos trêmulos e caídos meus

    Vibrantes são as artérias e alma

    Amor será apenas um telos

    Nada de sentimentos agora

    "Nós" nunca existiremos

    Amada, sem nome, tu és melhor

     

    Karma de proporções tremendas

    Aquilo que sempre odiei

    Me invade em uma esquina distraído

    Instantes estes miseráveis

    Matam-me um pouco a cada dia

    Um por um, por completo e em pedaço

    Rasgam minhas vísceras no espaço

    Amada, tu nunca terá nome

  • Vários Leões Por Dia

    Hoje acordei com um pensamento, que na verdade, anda me cercando a um tempo, "Como lidar com gente, é difícil", nossa quase que um inferno diário. Mas como Deus é bom também acordei com outros pensamentos mais positivos que esse primeiro. 
    Nada, absolutamente nada é para sempre, se Deus não fez nem a nossa vida infinita, por que faria nossa dor, nossa angustia, nossos medos, nossas raivas, nossos desesperos?! A não claro para os que passam a vida causando tudo isso pra os demais, ai talvez sim mereçam tal castigo. Mas para as pessoas de bem acredito na paz, no paraíso de felicidade e bondade que Deus prepara para cada um. E acho que foi por acreditar nisso que nunca desabei de vez.
    Faz algum tempo que a depressão, o panico, e tudo de ruim vem tentando me abraçar com todas as forças, faz tempo que vejo as forças negativas da vida pairarem sobre mim, sugando minha fé, minhas energias, minha força de vontade, minha alegria, minha paciência, tudo, tirando tudo de mim. Acho interessante que nessa luta diária tenho algumas pessoas junto a mim que muito fazem pensar ainda mais.
    Algumas pessoas vejo que estão ali por estar, não cheiram nem fedem, só estão ali. Não ajudam, mais também não atrapalham, não falam, mais também não se calam. Pessoas que até gosto, não tenho nada contra, mas as vezes caem no conceito, por as vezes parecerem gostar muito de reclamar e nada fazer para algo mudar, pessoas acomodadas talvez, de corpo, pois a linguá nunca de cansa.
    Outras vejo a presença delas em minha vida como se fossem de minha família, cuidam, mimam, se preocupam. Pessoas que julgo serem amigos de verdade, companheiros para qualquer momento, qualquer situação. Pessoas nas quais posso contar sempre, mesmo que seja só para falar besteiras. Me ouvem, me aconselham, brincam comigo, tudo que acho essencial em um relacionamento.
    Mas dai vem os dementadores, monstros que se disfarçam de pessoas para apontar o dedo em seu rosto, para lhe caluniar, lhe prejudicar. Ficam de olho em cada passo seu para que possa perceber qualquer vacilo, para então golpear. Monstros que não tem vergonha na cara, que na frente de alguns, são pessoas maravilhosas, doadoras de palavras bonitas, e de boas atitudes, compreensivas e chegam a ser até carinhosas. Mas longe desses alguns, são bueiros podres e fedorentos, cheios de merda e insetos asquerosos, distribuindo mentiras, e histórias mal contadas, como diz uma amiga "Dissimulando" e "Manipulando" as presas por onde passa.
    A gente se depara com tanta coisa na vida, que as vezes é difícil acreditar que vamos ter força para vencer tudo. Mas não é só de força que vive o homem, precisamos de fé, precisamos de sabedoria, de amor, de paciência. Paciência não para esperar pela justiça do homem, essa é falha e as vezes nem existe. Mas esperar pela justiça de Deus, pois ele sim vê, o que cada ser aqui faz, e quem pratica o mal contra seu irmão, esse sofrerá as consequências e pagará pelos seus atos.
    Não é fácil acordar pela manhã com um sentimento que só te faz querer continuar na cama, pra mim sempre fui de pensar que quem tem que estar na cama é doente, então porque estou ali naquela situação?! Sem vontades, sem folego, sem forças. Talvez esteja doente, mas não uma doença no corpo, que pode ser detectada em uma consulta de emergência. Mas uma doença na alma, nos sentimentos. Eu não entendia, por muito tempo não entendi, o porque do desanimo, da falta de paciência, o porque de ter emagrecido quase 4 kilos.
    Mas depois, com o tempo fui começando a enxergar o que estava acontecendo comigo, estava doente, sim eu estava, pois pessoas saldáveis não choram noites inteiras, não pensam em suicídio, não pensam em sumir, não pensam em só ficar deitadas esperando tudo passar. Pessoas saldáveis se arriscam, enfrentam os problemas, lutam contra o desanimo, e querem viver, querem estar.
    Me toquei que só estava existindo, não era feliz, não fazia meu marido feliz. O sorriso no rosto era um disfarce para evitar perguntas, o coração quase saindo pela boca, na eminencia de um infarto, para alguém que já sofre de ansiedade e tem picos de batimentos, eu saberia bem como é, não seria a primeira vez que iria parar no hospital por problemas cardiorrespiratórios. Me recordo a ultima vez, o que o médico disse: "Você é muito nova para tanto stress, se acalme ou poderá ter uma parada!".
    Depois disso passei tanto tempo me controlando para não surtar, mas de uns tempos pra cá, algo vem me atormentando tanto, é um pouco aqui, outro pouco ali, no fim um bola de neve e construída e você descobre que simplesmente está cansada. Cansada de pessoas reclamando em seu ouvido e não agindo, cansada de gente passando dos limites e te desencorajando a fazer algo, cansada de ser parada na porta das oportunidades, cansada de várias pequenas situações, que no final podem até algumas delas fazer parte da vida, mas não deveriam ser tão persistentes na vida da gente.
    Mas fui tomando decisões e me afastando das preocupações que não eram minhas, de coisas e pessoas que diziam estar comigo mas não estavam. Me afastei das fofocas, das piadinhas, das chatices. Me apeguei em quem eu vi estava realmente ao meu lado. Em quem quando notou que eu precisava me estendeu a mão, quando outros nem se quer notaram.
    Como a vida é uma professora maravilhosa, hoje ando bem mais observadora, ando um pouco mais pisando em ovos. Um amiga diz que não devo endurecer, e acho que não vou, mas a vida já me ensinou muito, endurecer não vou, mas hoje sei que estou numa selva, e a noite gatos dormem nas arvores para não ser atados por outros bichos e esse vacilo eu não farei mais.
    Acho que é quase impossível não misturar vida pessoal com a profissional, pelo simples fato de ser um ser humano, é impossível você se sentir bem, confortável, ao lado de quem já tentou te prejudicar, ou alguém que já lhe deu as costas. Mas a linha do respeito pode permanecer, afinal como diria meu pai e minha mãe, um bom dia, boa tarde e boa noite não mata ninguém, e eu ainda completo que com um sorriso na boca, você ainda deixa o inimigo deprimido. Aquele velho tapa na cara da sociedade.
    Hoje eu decidi sorrir mais, viver minha vida e deixar essa gente pra lá, tentar viver um pouco a parte apesar de estarem bem ali, fazer meu melhor, e viver minha vida. Me incomoda? sim, muito! mas sabe eu sei o que Deus tem pra mim, eu sei que pra ele ter me colocado aqui é porque ele sabia que eu daria conta, e não vou desaponta-lo de forma alguma.
    Não vou ficar mas me expondo sozinha, quando não sou somente eu que penso assim, as pessoas tem medo, tem vergonha, e nada acontece, nada muda, e não posso ir para uma guerra sozinha, então é melhor orar, porque nessa guerra eu sei que não ficarei só. Sei que Deus vai dar sabedoria, discernimento, paciência para cada dia. Sim não pedirei nada mais além disso, pois é somente disso que precisamos. Precisamos saber lidar com as dificuldades, ter discernimento das bombas que nos jogam pois algumas podem nos destruir mas outras podem nos favorecer, paciência para pensar antes de agir, de falar e de julgar. 
    Se a justiça do homem acontecer fico grata e aliviada, porém espero a de Deus pois sei que somente essa vai doer no coração dos dementadores. 
  • Vida vazia

    Nada de interessante
    Nada me interessava
    Conversas, assuntos vazios.
    Tudo igual...

    E só de pensar que tenho que conviver
    Com essa gente, nesse mundo.
    Me da preguiça, me desanima.
    Por isso me excluo disso tudo
    É tudo muito banal

    Tudo muito igual
    Nada de interessante
    Mas para eles, tudo isso é normal.
    Mas para mim, uma bosta.

    Este é o meu maior motivo
    De escolher viver sozinho
    E até gosto disso
    De se sentir estranho a tudo isso

Autores.com.br
Curitiba - PR

webmaster@number1.com.br

whatsapp  WhatsApp  (41) 99115-5222