person_outline



search
  • Contos
  • Postado em

30 De Dezembro

2006
Já passava da meia noite, quando liguei a televisão na eminencia de que o sono chegasse logo. A Globo, naquela ocasião, exibia O Poderoso Chefão- Parte III. Tal filme contribuiu mais ainda com a minha insônia.
O tão famoso singular Plantão entrou no ar, durante os comerciais noticiando que o Sadan Hussein havia sido executado, por enforcamento, há algumas horas atrás. A primeira coisa que pensei em fazer, naquela ocasião, foi acordar os meus pais para informar-lhes o que tinha acabado de acontecer; mas me contive, porque sabia que não tardaria muito para aquela adquirir maiores proporções.  
Dias atrás, quando foi decretada a sentença dele, comentei com uma colega minha:
-Ainda que ele tenha cometido inúmeras atrocidades, não acho correto condená-lo a morte.
-Eu também concordo, mas o que se há de fazer?
Assisti ao filme até o final e quando fui dormir, pensei: “Além de mim, alguém mais presenciou esse feito?”. Essa dúvida me persegue até hoje.
2016
Ligo a televisão e sintonizei na programação musical. Qual gênero escolher? Rock? Jazz? Samba? Tudo isso e mais um pouco. Pego uma cerveja na geladeira, frito umas calabresas e arrisco-me- a fazer as vezes de crooner
Nem acredito que amanhã é dia 31 de dezembro! Sintonizo em uma programação televisiva e o que temos para hoje? O Poderoso Chefão- 2º Parte. Conheço de cor as cenas desse filme e mesmo assim, disponho a revê-lo.
Lembro-me da primeira vez que assisti esse filme: fiquei sabendo que ele seria exibido depois da meia noite e mesmo assim, quis vê-lo. Em virtude das três horas e meia de duração que apresentava, terminei vencido pelo sono.
Depois de várias tentativas, consegui assisti-lo na integra; e quando isso aconteceu, fiquei deprimido.
-Por quê? _ Perguntou, uma vez, um amigo meu, quando lhe confidenciei isso.
Disse-lhe que era um ótimo filme, mas com uma história triste.
-De acordo, mas não vejo motivos para alguém ficar deprimido; sobretudo, num filme desse naipe. _ Argumentou esse meu amigo.
Duas histórias paralelas: a vinda de Vito Corleone para a América, e Michael tentando de todas as formas manter o império que herdara do pai.
Novamente, consegui me manter firme até o final! Agora, para contrabalancear, um desenho da Pantera Cor De Rosa. Olho para o relógio e verifico que já passou da meia noite: o último dia do ano chegou. Até que enfim!
Pin It
Atualizado em: Seg 2 Jan 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222