person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

Provérbios 22:6

Eles as jogaram em meio a lascivia
Destruiram a inocência que antes se via
Antes contavam até dez nos dedos, hoje "rebolam até o chão"
Obras de "intelectuais" detonando a mente da futura geração

A pior coisa possivel
E o pior ataque plausível
Não vem de sujeitos com fuzil na mão
Mas de um sujeito com pincel  a serviço do cão

Porque a materia é efemera
Diferente é corromper a alma
A primeira por si só se adultera
A segunda se recuperasse, quem dera

Cuidado eu peço a quem zela pela sua familia
Observe o que os meninos recebem na cartilha
Porque os mau intensionados vem como o lobo
E eles não vem sozinhos, mas sim como matilha

Material sexual onde se devia saber escrever
Ensinando imoralidades a quem devia aprender a ler
Bestializando nossos anjinhos, tirando deles a pureza
Ser criança hoje em dia já perdeu a beleza

O tubo vicia
As imagens na mente causam ruptura
Através da imbecilidade um padrão se cria
Se molda uma criatura

Mas não temas
Pois em meio a toda nefasticidade
todos os problemas, toda a maldade
ainda há espaço para a unica verdade
Pin It
Atualizado em: Dom 16 Jul 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222