person_outline



search
  • Prosa Poética
  • Postado em

Tempo de amar e de odiar perdidos

So agora notei
É notei...
É tarde demais pra te amar
É tarde demais pra te odiar

Mas neste abismo de contradições sei que existo
Nunca acaba esta saudade
Dormir  e sonhar,  porque estar acordado é sofrer agora
Ora, mas  em que bobagens a velhice  pode nos jogar

Tão longe de mim
E tão longe de ti
Pontes de lembranças
Viagens no vento
Relógios e minutos desintegrados
Naufragios  fatais no meu mar da solidão
Pin It
Atualizado em: Qua 10 Mai 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222