person_outline



search
  • Literatura
  • Postado em

Ditos antigos... O cachorro

Estávamos eu, minha irmã e nosso cachorro a fazermos bagunça. Mãe chegou e eu achando que ela ia brigar por nós estarmos espalhando pedaços de sacolas pela casa, me enganei ela gritou:
-Não pega no rabo do cachorro não. E depois disse: - Depois ele ficar fuçando as coisas por aí. Deu uma pausa e desistiu do que dizia falando: - Tudo bem pode mexer no rabo dele! Eu tô tentando não dar atenção as coisas que meus pais e principalmente avós me ensinaram, lendas, superstições, ditos antigos. E ela ia saindo puxando os cabelos estressada. Eu percebi que tinha alguma coisa a ver com o rabo do cachorro, perguntei, mas mãe não explicou nada, pois eu também deveria esquecer estas besteiras. Continuei a brincar ali e a bagunça foi grande, coisa que eu e minha irmã é que tivemos que arrumar depois, e o principal bagunceiro ficou só olhando, ou melhor, o cachorro ficou nos atrapalhando.
Foi por volta das 8 horas que estive na casa de vó e perguntei a ela:
-Vó, dessas coisas que o povo antigo costuma dizer, o quê que tem mexer no rabo do cachorro? E a ouvi começar e depois terminar:
-Íh, é de meus tempos mesmo, meu pai contava, é simples meu querido. E eu ouvia atento ela prosseguir: - É que se mexer muito no rabo de um cachorro ele vira ladrão! Ele anda pela casa fuçando as panelas pra vê se consegue comida, remexe as sacolas das coisas guardadas.
De fato tinha um pouco de logica, os cachorros mexem por mexer, eu não quero que meu cachorro vire ladrão, vou correndo dizer a minha irmã pra não mais pegar no rabo dele.

 9nlni2531ay1fx90rlst2aog8
Pin It
Atualizado em: Sex 11 Ago 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222