person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

Amor no ponto certo

Ah, “Tarde Morna”, que inspira poesia,
Quando chega a primavera,
Com suas flores sob sombras do luar,
Que imitam braços,
... Que abraçam sonhos,
Dessa poetisa, por quem vivo a amar.
E ela, em suas cantigas,
Viventes, mas belas,
Quando agasalha a alma,
Ainda tímida, sob o lençol,
Vendo a natureza, na mocidade sua,
Se completa, observando a lua,
Que diz gostar mais, que ao sol.
E na sua simplicidade,
Observando pássaros nos galhos,
Com palmeiras ao leito do rio,
Ou coquinhos amarelos, que sensação!
E a vejo sorrindo, de hora em hora,
Quebrava-os, com a “bala” ao chão.
Ah, quem me dera ver isso, como outrora,
Ver o desabrochar do seu coração.
Pin It
Atualizado em: Ter 11 Abr 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Curtir no Facebook

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222