person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

Sacrifício

Lágrimas chegam aos meus olhos gentilmente
Com um motivo evidente
E começam a transbordar
Lentamente as gotas de agonia vão caindo ao chão
Que ecoam em fusão
Com o badalar do relógio
Sinto uma flecha atravessar meu coração
Minha boca agora tem gosto sangue
Minhas mãos tentam estacar o lugar da dor
Perco as forças e caio ao chão
Forço um sorriso tentando enganar que está tudo bem
Mas não engano a ninguém
Por favor não se aproxime
Você não vê o que no meu interior exprime
Eu não posso suportar
Sinto, mas não quero aguentar
Não se aproxime...
Deixe que a dor me ensine
A suportar o preço da minha escolha
Não precisa se preocupar
Eu vou ir no seu lugar
Vai ficar melhor quando isso acabar
Não quero vê-lo chorar
De mim você nunca ira se esquecer
Vou me arrastar pela penumbra rua
Para que não me vejas morrer.
Pin It
Atualizado em: Sex 23 Jun 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222