person_outline



search
  • Ensaios
  • Postado em

PROPINAS MILIONÁRIAS: ELES ACHAM QUE SOMOS TODOS TROUXAS!

   Para você, qual a importância, o impacto financeiro e psicológico ou significado de valor monetário de 1 milhão de reais recebidos de uma única vez, de uma única fonte, por um único esforço feito? Eu diria que cerca de 95% da população mundial jamais saberia dar essa resposta, jamais terão essa experiência em toda sua vida, e jamais terão ideia do que fazer com uma quantia dessas se as recebessem de uma única vez por que isso jamais virá acontecer para a grande maioria das pessoas nesse planeta, a menos que você venha ganhar numa loteria,  que seja uma das poucas celebridades ao redor do mundo que ganham mais que isso de cachê em apenas um show, ou que venha a se expor ao ridículo num programa de confinamento televisivo no final de uma temporada caso venha  ser o vencedor. Caso contrário, grandes empresários irão conseguir essa quantia de lucro somente no final de uma década, de um ano ou de um mês. Dá pra contar na ponta dos dedos entre 7 bilhões de pessoas no mundo inteiro, quantos comerciantes que de modo honesto consigam de uma única vez em um único dia ou transação comercial uma quantia dessas de uma única vez e de forma continuada.
 
   Agora eu pergunto: quanto vale 1 milhão de reais para um político corrupto brasileiro? Me parece valer somente 10 centavos de real, o equivalente ao que uma criança pobre pediria a um pai pobre, para comprar com esse valor uma única chiclete de qualidade ruim no botequim da esquina. Essa quantia também parece ser irrisória aos grandes empresários de igual modo corrupto que fazem suas “doações” esperando receber de alguma forma dezenas ou centenas de vezes mais que isso. Acho que país á fora, as pessoas irão pensar qualquer hora dessas, que 1 milhão de reais aqui no Brasil é dinheiro de bêbado, que encontramos jogado na esquina, ou que damos pra nossos filhos comprar o lanche da escola quando eles nos pedem, tudo isso baseado na quantidade de pessoas poderosas e influentes que tem recebido ou doado quantias milionárias como propina para fins pessoais usando a máquina pública.
  No campo da corrupção a nível de planalto tudo é milionário! Toda propina é milionária! Toda delação é milionária! Toda extorsão é milionária! Toda aliança é milionária...Rapaz...Um milhão de reais nas mãos desse “santos homens” parece não ter valor algum! Uma saidinha que a madame carioca deu em poucos dias, conseguiu de forma misteriosa acessar contas bancárias bloqueadas pela justiça e gastar mais de 1 milhão de reais, alegando ser para “despesas da casa”. Puxa vida! É casa de um sultão árabe por acaso? Que tem em seu harém dezenas de lindas mulheres e que o faz cobri-las de pedras preciosas aquelas que mais lhe retribui em suas loucas fantasias por acaso? Esta madame por acaso foi fazer compras para a casa Branca, para manter as centenas de pessoas que diariamente fazem uso de seus aposentos? Que tipo de casa gasta 1 milhão de reais por mês? Só a madame carioca das joias raras e tantos outros corruptos do tipo sabem explicar. Só quem não sabe o preço do suor dos outros pode fazer umas coisas dessas! Só quem não sabe o quanto custa para conseguir, também não terá noção real do valor das coisas. O tamanho do sonho de consumo de um corrupto é equivalente ao tamanho do desprezo que ele tem por aqueles que foram iludidos (ou também comprados) a votar nesse indivíduo!
   Que a máquina pública sempre foi alvo de pessoas mal intencionadas com propósitos nefastos, isso é sabido em todos os cantos do mundo, em toda época que sem tem registro da democracia, mas aqui no Brasil, tudo extrapola os limites em que estamos acostumados a saber. Se existe um lugar em que somos obrigados a chamar bandidos e gente de mentalidade inferior de “vossa excelência” é nos locais de onde exatamente deveria vir a ordem e o progresso tão proclamada em nossa bandeira. O dinheiro sujo e tráfico de influência que tem rolado ás soltas nessa “casa do povo”, ultrapassa qualquer limite de compreensão, aceitação e inclusive de monitoração. O mais revoltante e estarrecedor é que sujeitos que estão sendo julgados ou investigados em uma operação, continuam ás soltas, fazendo a mesma coisa e já sendo alvo de outras de nível superior de roubalheira. É muita cara de pau!
   Dois, dez, cem, duzentos, quinhentos milhões...Praticamente todo delator ou réu confesso estão assumindo ter recebido ou doados quantias milionárias como propina e alguns deles já foram intimados a devolver aos cofres públicos aquilo que considero ser apenas uma parte do que realmente foi desviado. Um terço de bilhão, um quarto, e quase meio bilhão de reais já foram relatados como desvio ou estão sendo devolvidos por apenas uma pessoa ou grupo. Que é que isso…Ou somos todos muitos ricos e não sabíamos, ou os que julgam essas causas todos eles também são multimilionários para não se darem conta desses valores e seus efeitos colaterais de onde esse valor foi tirado e de onde será injetado, ou há um número bem maior do que imaginamos de envolvidos na corrupção ativa e por isso quase nada tem sido feito, ou então os magistrados estão confundindo amizade com justiça e que todos somos trouxas para permanecer passivos eternamente. Ledo engano. Só aguardar pra ver!
   Coisas como essas já aconteceram em outras partes do mundo. Na França, dois séculos atrás, além dos políticos agirem de modo igual ao de hoje, ainda debochavam das pessoas. Uma frase dita ficou conhecida e foi a gota d’água para causar revoltas populares. A célebre frase foi: SE NÃO TEM PÃO, QUE COMAM BOLO (brioches)!
    Todo pessoa ao entrar na política ou entrar no campo da corrupção publica deveriam jamais esquecer dessa frase e o que ela causou ao ser proferida exatamente por políticos semelhante aos que temos agora. Não há poder eterno assim como não existem soberanos que não venham a cair. Todas as dinastias e monarquias já extintas, algumas delas que sobreviveram por séculos provam isso. Quando um império não é solapado por baixo, ele pode ser atingido por cima e pelas lateralidades. Os maiores protetores de um governo são o povo. O povo também será o juiz e o carrasco desse mesmo governo quando for necessário. Se o julgamento ou não dos poderosos corruptos depende ou não de sua influência e grau de amizade com os magistrados, uma turba enfurecida depende apenas do estado emocional momentâneo dessa turba, e quem acende o pavio que vai estourar a pólvora armazenada é sempre o sujeito que além de explorar, roubar, mentir e enganar vem com discursos moralistas ou com ar zombeteiro para com aqueles que estão sendo prejudicados. Que não precisemos chegar a esse ponto pelo bem de muitas vidas! Os “senhores poderosos” deveriam saber que uma pessoa inteligente, usa os livros de história para evitar que erros do passado sejam repetidos no presente e no futuro! A arte da política existe para nos mantermos unidos como povo em favor do povo. O oposto dela será a anarquia, e me parece que alguns desses políticos desejam muito isso por meio de atitudes quais tem sido registrada constantemente! Me parece que os livros de história que alguns políticos mais gostam, são os da vida de gangster como Al Capone, Billy the Kid, Barba Negra e tantos outros de mesmo perfil.
  Acredito que em sã consciência, ninguém consiga explicar o que leva pessoas já multimilionárias, com patrimônios que talvez cheguem perto da casa dos 10 dígitos em reais, ainda precisem desviar para si próprio, dinheiro destinados a hospitais, educação, segurança, moradia, merenda escolar, tratamento de doenças terminais e tantos outros problemas sociais. Como pode alguém roubar as próprias pessoas que lhes emprestou a confiança? Psicólogos, sociólogos, filósofos ou qualquer profissional que use a razão, terão dificuldades de explicar de modo convincente os reais motivos que levaram tais pessoas a agirem assim. Eu poderia resumir em apenas uma palavra: IMPUNIDADE! Possivelmente, apenas os advogados de defesa, movidos por interesses pessoais ou pelo retorno financeiro, irão tentar provar com todos os meios que seus clientes são inocentes ou que são vítimas também de um grande esquema. Se forem da bancada evangélica, basta dizer diante da igreja que o elegeu, que o diabo desviou os lindos propósitos de deus que havia no coração desse santo político e tudo fica explicado e os crentes ainda irão fazer campanhas de jejum e oração pra deus perdoar esse pobre coitado. Que lindo! Que fofo! Que amor! Como é bom servir a esse deus...
   Não precisa ser muito inteligente ou ser universitário para ver o que estar errado em vários casos. Basta olhar o que a pessoa possuía de patrimônio antes de entrar na política e comparar com o estado atual de alguns deles depois de eleito. Até uma pessoa iletrada será capaz de verificar por conta própria, que um sujeito que passa 4 anos ganhando cerca de 200 mil ao ano, jamais poderia ter adquirido um patrimônio de 500 milhões durante, um, dois ou três mandatos.
    Há uma característica comum entre os defensores da corrupção: eles confundem o grau de amizade, parentesco, admiração, discurso vazio ou o simples fato de serem conterrâneo do político em relação a sua função pública.  É comum encontrar aos montões eleitores de alguns candidatos que dizem: meu candidato roubou muito mas pelo menos fez alguma coisa! Pior é o seu que roubou e nada fez! Já pensou? Tem cabimento umas coisas dessas? Roubar e dividir pode, pois não é roubo. Roubar e ficar para si só significa crime hediondo! O que temos nesse caso? Um acordo de divisão de furtos? Ou será que temos ai uma grave síndrome de Robin Wood entre as pessoas que assim defendem. É necessário entender que nenhum político ou suas ações deve ser objeto de interesse particular de ninguém, antes sim suas ações devem ser pautadas pelo interesse coletivo, inclusive dos que não voltaram nele, que não gostam dele, ou que vivem a criticá-lo. Quem foi eleito para determinado cargo foi eleito para todos, e não apenas para aqueles que o elegeu, afinal, pelo fato do voto ser secreto fica impossível saber quem realmente votou ou deixou de votar em determinado candidato. Levantar bandeira, vestir camisa ou colar um adesivo no peito não significa nada. Alguns o fazem exatamente para não serem perseguidos em uma gestão, mesmo votando no candidato oposto.
   Me parece ser uma regra “malhar” ou perseguir durante todo ou período de gestão o candidato alheio quando o seu for o perdedor ou que o outro venha a defender de unhas e dentes o candidato que fora vencedor mesmo com dezenas de evidencias de corrupção. Ideais de política, ética profissional, compromisso em cumprir promessas de campanha, ideologias coletivas, nada disso importa! Expor, bajular ou ocultar os erros do candidato eleito é o que vale. Me parece que nisso consiste o conceito de política no senso comum. É como uma espécie de religião. Só que o “deus” que será idolatrado ou perseguido, terá um curto período de tempo para realizar seus milagres para o “povo escolhido” ou irá ocupar os 4 anos inteiros apenas perseguindo os “inimigos do seu povo” como fazia e parece fazer até hoje os deuses de origem semita. Os apoiadores do candidato serão seus sacerdotes e receberão suas recompensas (milionárias) pelos serviços de culto prestados a esse ser endeusado por meio do voto alheio, enquanto os opositores serão os “ateus” daquele mesmo político eleito por não terem acreditado em suas promessas de milagres e irão se empenhar para desmascarar aquele falso deus eleito.  Em países subdesenvolvidos, a religião estar tão impregnada nos hábitos pessoais, que até a arte da política, uma ferramenta importante para nossa evolução e progresso, tem sido tratado no mesmo campo do pensamento religioso, produzindo adoradores cegos, ou opositores ferrenhos apenas para defender ou perseguir apenas uma pessoa em particular, desprezando o interesse coletivo. O pior é que o “deus político” tem um poder devastador real em relação aos deuses imaginário do inconsciente coletivo. Seus estragos causados não fica apenas no campo imaginário ou de textos sagrados. Podemos sentir os efeitos de sua maldade tão logo esse “deus” seja proclamado.
  Mediante a tantos escândalos milionários diariamente apresentado nos últimos 8 anos em nosso país, nos tornamos mundialmente conhecidos, não por sermos o país do futebol ou coisas do tipo, mas nos tornamos conhecidos por sermos passivos, pacíficos, tolerantes ou coniventes com os erros astronômicos causados por políticos e grandes empresários de ou em nossa pátria. Viramos motivos de piada e chacota em vários meios apresentados pelas mídia internacional. Que situação...O planalto com mais de 70% dos candidatos em exercícios sob investigação, o STF com decisões e mandados de soltura de origem duvidosa, canais de TV a serviço de quem paga mais...Enquanto isso aqueles que causam o caos a nossa nação, pagam de heróis e tem casas no exterior, para assistir pegar fogo o “circo” que eles mesmo inflamaram. Eles dão o veneno e depois vendem a cura, criam o caos e depois apresentam a ordem. Característica peculiar de todo crime organizado.
   Se dinheiro público não vale nada para um político corrupto e por isso o mesmo derrama como se fosse agua seja, precisamos dar valor ao que é nosso. Chega de reverenciar e idolatrar quem quer que seja. Funcionário público não é uma espécie de deus. Político á apenas um funcionário público de cargo temporário. Não deve ser temido, idolatrado, ou venerado. Os que fizerem por onde terão a empatia do povo e serão beneficiados por seu trabalho e não por seus títulos. Todo bajulador tem indícios forte de ser um traidor. Quando não trai o ser bajulado, irá trair o povo ocultando fatos que são importantes para o bom andamento da ordem pública.
   Precisamos para com o sentimento de torcida no que diz respeito a política. As pessoas ficam trocando farpas em redes sociais ou em público, andam procurando todo tipo de publicação que venha denegrir a imagem do candidato oposto, como se não fosse o próprio dinheiro dele que estivesse sendo roubado. Quando um político erra não estar envergonhando ou roubando apenas os seus aliados. Estar prejudicando a todos os que vivem sob sua jurisdição. Torcer para que o político oposto se arrebente só pra “zoar” com alguém, é o mesmo que quebrar os próprios dentes e depois querer comer rapadura usando apenas a gengiva. Só vai fazer sujeira!
   Me parece até que depois da presidente deposta, brasileiro perdeu nome e as pessoas são divididas em três grupos: COXINHAS, MORTADELAS (OU PETRALHAS) E BOLSOMINION. Você não pode fazer um comentário ou citação em paz que logo te atribuem um dos três títulos acima. Como se fossemos obrigados a se inserir em um dos três grupos! Haverá sempre pessoas racionais, que irão comentar de modo neutro todos os pontos de vista e nem por isso estão incluídos em nenhuma dessas categorias. São apenas pessoas. BRASILEIROS! Pessoas livres, de opiniões livres, que não são obrigados a entrar em nenhuma torcida organizada, torcendo pela destruição do próprio país, apenas para dizer no final: eu avisei...
  Acredito que o passo principal para mudar a cara de nossa nação esteja no fato de abandonarmos nossos políticos de estimação. Devemos defender uma causa e não o político. Não precisamos despreza-los os nos tornar inimigos deles. Amizade, amizade negócios a parte! Misturar amizade pessoal com pessoas ligadas ao poder não acaba bem em nenhum lugar do mundo. Quem faz político ladrão é a população! A população que diz que político X é meu amigo, meu conterrâneo, me deu um saco de cimento 50 anos atrás e por isso devo favor a ele...são pessoas desse tipo que faz com que gente ruim ocupe cargos bons. Todos temos desejos de ser grande. Nem todos seremos grande naquilo que sonhávamos ser, por isso refletimos nosso sonho de grandeza em lideranças políticas e religiosas projetando nestes nossa realização.
   O crime organizado deve ser tratado como crime organizado e não como atos de heroísmo. Pensem na soma total dos valores desviados da população para benefício próprio. Pensou? Claro que não! Poucas pessoas pensariam com exatidão. Poucas pessoas estão acostumados a trabalhar com somas tão grandiosas. Para evitar tanto trabalho de pensar, eu facilito para vocês: a soma dos valores desviados nos últimos 10 anos, daria para suprir a necessidade habitacional de todo nosso país, daria para suprir o déficit na saúde pública, e resolver problemas graves de segurança e educação. Ficou mais fácil? Imagine que cerca de 200 milhões de pessoas estão sendo prejudicados por um número de corruptos inferior a 5 mil pessoas do alto escalão. Entendeu? Isso equivale a menos de 0,10% da população. Uma quantia pequena em relação a população geral, mas que tem levado o caos ao nosso país e em vários outros países onde os tais tem relações comerciais. O que esse grupo pequeno de pessoas merecem? Não preciso ler mentes para saber que a resposta dessa pergunta estar baseado no grau de afeição publicitária embutida em cada um dos que irão responder. As pouquíssimas pessoas que não são contaminadas pelo sentimento de torcida, não tem dificuldade em responder tais questionamentos.
  Aprendam uma verdade: nenhum bandido, seja o que te assalta na rua ou o que te assalta no planalto tem medo de polícia ou da justiça. A única coisa que bandidos tem medo é de ser julgado pelo povo! Qualquer marginal pego em flagrante pela população fazendo algo errado, a primeira coisa que ele diz é: chamem a polícia! Quero ser julgado pela lei! Para certos bandidos, o peso da lei e o respeito a polícia, dependem apenas do quanto você pode pagar para se defender. Uma população irada não quer dinheiro nem desculpas, quer apenas vingança! Viver correndo atrás de bandido de colarinho e ficar rastejando chamando-o de vossa excelência para receber deste atenção e favores ilícitos não é coisa de gente sã. Se os políticos fossem tão poderosos assim, não precisavam do povo para se eleger. O pior escravo é o que se oferece como tal e ainda vira capataz do patrão. O pior eleito é o que molda suas opiniões baseado em sentimentos de torcida organizada. A corrupção depois de observada e tratada é como um câncer estancado de um corpo jovem: terá toda chance do mundo para viver e se reabilitar. Político corrupto é um câncer. Eleitor babaca é o que faz gerar esse câncer. Político ladrão não é amigo da nação, muito menos seu! Aprenda isso!
Todo poder vem do povo, para o povo, em função do povo! Não esqueçam disso.
Saúde a todos!
Pin It
Atualizado em: Seg 22 Mai 2017
  • Nenhum comentário encontrado

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222