person_outline



search
  • Pensamentos
  • Postado em

Bagunça

As vezes me pego de novo refletido sobre a  morte , já fui tão apaixonada por ela , o amor mais sádico possível , me fez tentar fazer de tudo pra estamos juntas , porque mesmo depois de não se mais apaixonada , ainda continuo pensando nela?
Porque ainda me assombra ? , como seria a morte? será que iriamos poder caminha um pouco juntas , conhecer os lugares que nunca vi ,ou será que só seria um grande buraco grande de uma repleta escuridão iminente , será que depois de morrer , de não conseguir mais sequer respirar , perde o meu brilho de vida , será que Deus me aceitaria?
Ele aceitaria um demônio ?  iria querer um monstro ? 
porque comigo iria ser diferente , nunca vou poder mudar o que eu carrego aqui dentro , essa coisa que me tortura o tempo todo , como se corta-se cada parte e os pedaços mais pequenas  só pra que eu sinta com mais intensidade.
Pin It
Atualizado em: Seg 19 Dez 2016

Pessoas nesta conversa

  • Eraumavez, eu também tenho um fascínio pela morte, às vezes até meio mórbido, mas não a vejo como uma inimiga e sim como a parceira que me conduzirá ao etéreo, seja ele um buraco negro, um inferno ou a sublimidade da paz dos justos...

    1 Curtir
  • Faz parte das naturezas sensíveis terem algum tipo de fascínio pela morte, pelo desconhecido. Talvez ela seja linda, pois nos conduz ao mistério? Quem sabe. O inexplicável caminha rente a nós o tempo todo. Acho isso fantástico.

    1 Curtir

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222