person_outline



search
  • Artigos / Textos
  • Postado em

O CORVO E A RAPOSA (Versão Brasil)

Era uma vez um corvo que saboreava calmamente um pedaço de queijo, pousado em seu galho de árvore preferido, aliás  ele era o único corvo que comia queijo, porque a grande maioria se alimenta mesmo é de cadáveres de outros animais, mas em se tratando de corvo brasileiro, realmente tudo é possível e o queijo no mínimo era roubado.

Uma raposa daquelas matreiras e formada em tramóiatologia  pela Universidade de certo congresso nacional, ao passar sob a árvore, observou o corvo comendo seu petisco e pensou:

... Humm! Como faço para que esse negão solte esse queijo, já que não sei subir em árvores?  Ah! Já sei.

E  olhando para cima falou ao pássaro:
- Olá amigo, há muito tempo não ouço seu maravilhoso canto, não sei como consegue ficar calado possuindo tão linda voz, existe até uma cantora famosa e que comanda um bloco de carnaval, canta mal pra cacete e, que morre de inveja do seu cantar.

O corvo olhava para baixo e pensava:
... Ela está pensando que sou aquele corvo otário do Esopo, que vou ficar orgulhoso, abrir o bico e deixar cair o queijo, mas ela vai  se fuder. Na faculdade que ela se formou eu sou professor re! re! re! re!

Assim pensando entrou na toca da árvore e com um aceno da asa pediu que ela aguardasse.

A raposa ainda seduzida pelo aroma do queijo obedeceu e permaneceu ali lambendo os beiços e imaginando o que fora  fazer a ave.
Pouco tempo depois o corvo voltou com um pedaço de queijo  ainda maior que havia armazenado do seu último assalto, depositou sobre o galho, abriu o bico, começou a ensaiar seu canto e com a pata chutou a fatia, que caiu bem na direção da raposa, que não perdeu tempo em apara-lo com a boca, mas sentiu um gosto horrível ao engoli-lo.

O corvo havia cagado sobre o pedaço que trouxera e às gargalhadas dizia:
- Se fudeu hein, nêga!  Elogiou meu canto de olho no meu queijo e acabou comendo minha merda.

Moral da história:  Quem puxa saco no presente, pensando em levar vantagem no futuro, acaba comendo merda no escuro.
Pin It
Atualizado em: Qua 31 Ago 2016
  • Nenhum comentário encontrado

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222