person_outline



search
  • Romance
  • Postado em

Instinto Maternal parte I

    Verinha com seus cinquenta anos já andava cansada de visitar sua filha Drica e seu marido Pedro mas ela amava tanto a sua filha e seu netinho Rodrigo de cinco anos um menino levado mas carinhoso e lindo.Ela só não contava com a volta de sua sobrinha Carol, já estava preocupada pois sua sobrinha era meio impulsiva e tinha um gênio forte ela tinha medo que Carol se aproximasse demais de Rodrigo pois ela era estéril e seu marido lhe deixou por causa disso ou foi pela arrogância dela mas Carol achava que ele a deixou por ser estéril.

   Estavam todos na casa de Drica, mas precisamente na sala-de-estar , quando Rodrigo diz:-Carol é a melhor tia do mundo.

-Obrigado Rodrigo.Carol abraçou Rodrigo intensamente e Drica e Pedro estavam felizes com a nova tia que Rodrigo tinha ganhado mas Verinha olhava pra Carol e notava algo estranho em seu olhar.

-Mãe está tão calada o que aconteceu?

-Nada filha estou com um pouco de sono só isso.

-Drica eu queria levar o Rodrigo pra sorveteria posso?

-Pode Carol mas cuidado não mima esse menino demais porque vira um problema.

-Eu sei prima até logo Pedro, tia fique com a gente.

-Até voçê Carol. Verinha ri.

    Carol e Rodrigo vão pra sorveteria e Pedro diz:-Verinha o que tem?

-Não sei se falo meu genro mas tô preocupada.

-Com o quê?

-Fala mãe estou ansiosa.

-È sobre Carol eu não gosto dela.

-Ah! não mãe lá vem voçê falar mal dela da minha prima de novo o que foi?

-Escuta Drica a Carol não é nem uma santa pra tu protegê-la.

-Sua mãe tem razão Drica ela tem muita inveja de ti.

-Gente isso não é verdade, a Carol tá passando por um momento difícil foi largada pelo marido aquele crápula.

-Minha filha todos nós temos problemas mas a Carol é estéril e ela está se aproximando demais do seu filho.

-Eu acho louvável mãe ele ter uma tia o Rodrigo só tem cinco anos.

-Acroda Drica ela pode querer o teu filho pra ela.

    Drica caiu na gargalhada, achava isso patético e parecia coisa de televisão.

-Drica estou falando sério fique ligada.

-Sua mãe pode ter razão amor.

-Me poupe Pedro tu pra agrada a mãe diz cada asneira.

-Drica não começa eu vou pro quarto depois dessa patada.

-Tá certo me desculpe Pedro falei sem pensar.

-Ok! Drica eu te amo mesmo é o jeito perdoar.

-Bobo.

   Drica riu e Pedro foi pro quarto descansar já Verinha olhava pro relógio já se passara meia hora e Drica lendo jornal pergunta:-Mãe ainda está pensando naquela besteira.

-Sim estou filha.

-E por que eu não sinto estou tranquila a Carol é um amor de pessoa.

-Ela é uma falsa tem inveja de ti.

-Relaxa mãe a Carol a mudou.

-Sei não Drica mas eu vou dormir amanhã precisamos limpar a casa vai ser o aniversário de seis anos do Rodrigo meu netinho querido.

-Pois é mãe o tempo passa rápido.

-È verdade filha.

    Verinha vai pro seu quarto e Carol chega com Rodrigo e Drica coloca ele pra dormir conta história de reis , rainhas e tudo que uma imaginação infantil gosta e Carol olha a cena e chora mas ninguém vê.

    Outro dia.O sol nasceu e já estavam todos tomando o belo café da manhã Verinha tinha feito tudo o que o seu neto querido gostava bolo de chocolate e maria maluca.

-Pedro já vai?

-Sim Drica tô atrasado vida de contabilista não é fácil.

-Pai vai trazer presente?

-Claro filhão quando eu chegar eu trago.

    Todos riam e Pedro abraça o filho e a esposa, Carol vai pra cozinha e fica vermelha de raiva, Pedro sai pro trabalho e Carol volta pra sala de jantar e pergunta :-Drica posso levar o Rodrigo pra praça?

-Pode levar Carol.

-Eu acho imprudente menino sai de casa.

-Mãe pare o Rodrigo tem que brincar lá fora.

-Então vai cuidado Carol com ele.

-Eu sei tia Verinha a senhora é um amor.

    Carol sai com Rodrigo que vai morto de alegre, Drica ri e diz:-Mãe está ficando deprimente.

-O quê Drica?

-A sua perseguição contra a Carol.

-É uma dissimulada isso sim.

-Tá certo vamos limpar a casa e organizar a decoração pro aniversário.

-Com certeza filha.falou Verinha contente.

Pin It
Atualizado em: Qua 10 Jun 2015
  • Nenhum comentário encontrado

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222