person_outline



search
  • Poesias
  • Postado em

"QUERER"

Tí dei o meu abrigo

E dividí meu pão

Bebestes do meu vinho

Dormiste em meu colchão.

Tí abrí o meu sorriso

Minha vida eu te entreguei

Meu sangue e meu coração

Eu juro que te dei.

No inverno eu te aquecí

Matei a tua sede

Nas tardes de verão

Deitastes em minha rede.

Seguistes o meu caminho

Por longas primaveras

Nas horas mais difíceis

Mostrastes o que tu eras.

Então eu pude ver

Sozinho o sol nascer

Ficou dor e saudade

Em que só fez te querer.

Pin It
Atualizado em: Sáb 31 Out 2015

Pessoas nesta conversa

  • gostei da cadencia mas não deveríamos ama-las mais quando nos mostram quem realmente são? não importando como se mostram. Não se trata de tolerância mas de amar o real.
    grande abraço

    0 Curtir

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222