person_outline



search

pensamentos

  • "REFLEXÃO" "harmonizando com o silêncio"

    Quando me harmonizo com o silêncio, com o rosto em prantos eu ouço bem baixinho meu coração contestando a veracidade do destino. Ouço ele dizendo que a maneira que o tempo escolhe para adequar com sua vontade, um sentimento extremamente sensível e verdadeiro, é um tanto dolorosa e amarga, é batalha acima da capacidade que ele possui no momento, nesse momento de reflexão, desejo da paz e da luz divina que conduz o maior e puro amor.

    Eu me deixo ser levado aos sons de DEUS, à sublime melodia da natureza, sentindo um querer natural de emudecer-me e refletir sobre as coisas que eu mais gosto e amo. Fecho meus olhos e deixo minha mente ver por mim, ela vai captando fontes sagradas que são me trazidas apenas pelo meu espírito. 

    Os reflexos coloridos dos jardins naturais resignam um destino para cada planejamento meu, as folhas se balançam, parecendo querer me dizer que também amam a vida e que sou bem vindo ali. Me entrego à energia suprema que neste momento me da confiança e me faz ser bom.

    Neste meu instante de sincronismo com a razão superior, me sinto na falta de merecimento e por um instante me retrocedo, revendo atos incabíveis que quando na fraqueza de espírito, eu cometi. Aborrecido comigo mesmo, suplico num grito emocionado a remissão pro meu único e verdadeiro refúgio,DEUS.

    Percebo que minha súplica foi concedida, uma paz absoluta neste momento se põe e minha alma, no mais profundo do meu ser, me oferecendo ainda mais vontade de viver. Por tudo isso. Viverei, agradecerei e amarei.

    Enviarei um link aos que quizerem ouvir esta reflexão com trilha sonora e narração feitas por mim! Basta me enviar uma mensagem, um recado deixando um e-mail, lhes enviarei com o maior prazer e ficarei grato! Aguardo sua solicitação! Obrigado a todos!
  • A arte de se ter um dom

    Eu queria ter um dom. Não sei, sempre fui apaixonada por desenhos. Já tentei diversas vezes desenhar, nunca deu certo. Já tentei tocar violão, mas sou canhota e meu professor é destro, nossa relação nunca teria dado certo.
    Quando eu era pequena, fazia aulas de teclado na igreja, eu adorava. Não me lembro porque parei, mas depois nunca mais e hoje já nem chego perto de um teclado.
    Recentemente, me veio a vontade de escrever, mas acredito que isso também não seja meu forte. Comecei até a escrever um livro, alguns anos atrás, mas perdi o gosto pela história e ela se perdeu entre tantos documentos do meu computador.
    Hoje, eu acredito que só me resta o dom de sonhar. Sonhar com dias melhores, com pessoas sorrindo, dons concebidos... É, acho que a arte do sonhar, essa eu domino. É a minha gasolina, é o meu oxigênio; não era bem o que eu queria, mas querer não é poder e eu sei que, pelo menos, quem tem o dom de sonhar, tem o dom de realizar.
  • A garota do segundo andar

    Em uma madrugada chuvosa sinto o efeito da solidão.
    Da janela vejo outras, a maioria deve estar dormindo mas ainda há algumas com luzes acesas.
    Uma senhora com uma xícara que suponho ter café, uma mulher sentada na sala assistindo algum progama na televisão, e lá no canto um homen misterioso que nada faz, apenas olha o mundo, não fala, não se mexe, dizem que tem problemas psicológicos mas quem sou eu para julgar? Não me sinto normal.
    Sou uma garota jovem que não se encaixa em lugar nenhum, que são sai, não conversa, não vive realmente apenas sobrevive a mais um dia.
    Sou a garota do segundo andar.
    A solitária.
    Apaixonada por livros , história e arte.
    Um mundo como esse, agitado, não serve para uma garota como eu; amante do silêncio.
    Os livros são uma fuga, uma pré solução para uma questão maior; o vazio.
    As lágrimas não mais ajudam. O medo do fracasso se torna insuportável,
    O sentimento de não servir pra nada é sufocante.
    O medo irreal do esquecimento é enlouquecedor.
    Por fora uma máscara, por dentro a realidade.
    Poucos são aqueles momentos de paz.
  • A SAGRADA UNIDADE EM MANIFESTAÇÃO NA TERRA

                “CONHECE-TE A TI MESMO”
     
    Para manifestar a unidade é preciso um corpo carnal são e na alma uma aspiração pura,
    Na unidade COMIGO Deus em seu coração é preciso na mente uma concentração perfeita em toda ação
    Somente no equilíbrio, na harmonia e na paz na Chama da vida do coração é encontrada MINHA força,
    Esta é a condição necessária para atrair átomos e elétrons puros, com meu alento na eterna respiração. 
    Respire visualizando a MINHA luz no alto da cabeça e sinta na Chama da vida eterna no coração,
    Esta é a eterna respiração de átomos e elétrons puros, movimentando a MINHA luz universal,
    O MEU eterno alento ou respiração da vida eterna representa o batismo do fogo
    EU SOU a vida na respiração e este é o potencial para expandir e irradiar a luz, a vida eterna e espiritual.
    SIM, SOU EU que respiro átomos e elétrons puros e movimento a MINHA mais elevada força da vida,
    É importante entender que a respiração externa tem afinidade com os pensamentos na mente carnal
    Na respiração carnal, a consciência externa não lembra que EU respiro até mesmo quando o corpo dorme,  
    Porém agora toma conhecimento, que a eterna respiração é do Cristo no coração e não do corpo carnal.
    Pratique o MEU eterno alento, consciente de que MINHA eterna mente é a sua mente na Chama do coração,
    Depois de praticar o eterno alento e sentir MEU poder, ofereça para benefício da vida universal,
    Esta é a verdadeira e eterna caridade que é expandir e irradiar a luz e trabalhar para expansão do universo
    Com esta prática você se torna um imã que atrai átomos e elétrons vitalizadores da vida eterna e espiritual.
    Se o espírito, o Cristo, a Chama do coração respira, como é projetado os raios de luz na respiração? 
    EU Deus-Pai-Mãe acima da cabeça, pelo cordão de prata irradio a luz, o alento eterno na Chama do coração,
    Visualize MINHA onipotente Chama da vida no coração respirando dentro dela mesma o mar de luz
    A Chama é você, o espírito, o Cristo, este é o inteligente e eterno o corpo de luz, MINHA divina perfeição.
    Assim o homem e a mulher eternos, o espírito, o Cristo no coração, respira segundo o ritmo da natureza,
    Usa o ritmo da vida mantido na respiração, na mais profunda paz e sabedoria,
    Transmuta tudo que não serve a luz com o Cristo, a Chama da vida eterna no coração,
    Dentro da câmara secreta do coração, vive a vida eterna, com MINHA luz que irradia.
     
    Então mesmo no corpo carnal com os instintos, deve-se viver a sensibilidade espiritual com a eterna razão?
    A ordem de manifestação da vida é o instinto de sobrevivência, e a sensibilidade espiritual,
    Com o instinto de sobrevivência da carne, a luta é somente para satisfação dos desejos inferiores,
    A sensibilidade espiritual é viver para expandir e irradiar a luz, esta é a eterna razão celestial.
    Como entender melhor a sensibilidade espiritual e a eterna razão celestial?
    A sensibilidade espiritual equilibra-se pela prática do eterno alento na Chama do coração
    Com o pensamento da unidade universal do Cristo eterno no coração, compreenda o poder criador da vida,
    Isto é manifestar a MINHA vontade na terra, a razão eterna da mente no coração, com a luz e sua irradiação.
      
    Pense com a minha eterna mente que é sua divina mente na câmara secreta no coração
    Antes de falar e agir,  aprenda a consultar MINHA voz na Chama da verdade eterna, a vida espiritual     
    A evolução e crescimento espiritual é expandir a consciência, a Chama da vida eterna em si mesmo,
    O intenso desejo de ME servir leva a manifestação da sensibilidade espiritual e a eterna razão celestial.
     
    EU SOU a unidade na divina intenção da energia espiritual, expansiva e doadora de vida da criação,
    Sinta a unidade COMIGO, desta forma, manifesto interna e externamente o equilíbrio na humanidade,
    Na ação, sinta o que diz e aja de acordo com o pensamento universal e MINHA vontade com justo uso,
    Este é o céu, a MINHA sagrada unidade, a eterna luz criadora que ilumino todo pensamento na eternidade.
  • A voz concelheira

    Espere!
    Tem algo errado aqui, outro ali, olha! Agora acredita em mim? Você é feia.
    Magrela!
    Ossuda!
    Tabua!
    Já pensou em não sair mais? Faria bem aos olhos da sociedade.
    Não use essa roupa, sabe que não ficaria legal com ela.

    Sai de perto!
    Sua presença é chata, fique quieta!
    Se comporte, não fale, não opine, ninguém quer te ouvir.

    Não o faça!
    Você não tem a capacidade, acredita mesmo que irá conseguir?

    Ele realmente é bonito, não?
    Tão encantador, pena que que nunca vai te olhar, você é lamentável, não se iluda.

    Não chore!
    Não quero te magoar, acredite em mim, faço pelo seu bem.
    Então apenas, ouça-me...
  • Abortando sonhos

    "Meu pai está demorando muito", pensei. Estava na sala, deitado no sofá tentando resolver questões fracionárias de matemática. Meu irmão disse que me ensinaria, mas até agora não chegou com meu pai. A televisão estava ligada, em um programa que ensinava mágica. Começou a chover, e mesmo às onze horas da noite, senti vontade de encarar a chuva com a audácia de um garoto de dez anos. Pela janela coberta pela cortina, eu via os relâmpagos repentinos iluminar abafadamente a sala. Com os dedos dos pés, eu roçava a superfície áspera do sofá. Não me dei conta de quando percebi. Quando uma coisa é harmônica, dificilmente é percebida. Às vezes estamos dançando, e percebemos depois. Mesmo com chuva e ruídos da tv, eu ouvia uma doce melodia ser tocada. Tão linda que eu poderia vê-la, e tão elegante que eu poderia incorpora-la. Minha visão lentamente girava, eu sentia meus músculos tensos. Tudo se movia, e eu permanecia parado. Minha mão empurrou a porta, e quando ela foi aberta, o quarto foi em direção ao meu corpo. Minha mãe estava sentada na cama de casal, de costas para mim tocando um teclado eletrônico que ela mesma ajustou à sua frente encima da cama. Não pareceu ouvir a porta ser aberta ou eu me aproximar. O mundo nesse momento não a interessava. Ela buscava harmonia, e desmanchava sua solidão em poesia, como uma talentosa alquimista. Eu nesse tempo estava focado demais na matemática, ainda na ponta do iceberg da razão, conhecendo agora os profundos vales da emoção, navegando por vias que eu não queria deixar, conhecendo universos que eu não conseguia compreender. Reflexos de minhas inquietações e angustias, dúvidas e medos. Me olhava num espelho embaçado, e via apenas minhas costas. De repente tudo se dissipou quando ela parou de tocar. 
    "Nem vi quando você chegou", disse ela, me encarando, depois me deu um apertando abraço, me dando incontáveis beijos na bochecha, "pedi emprestado isso a um amigo meu. Nossa, há muito tempo que não toco. É tão nostálgico..." 
    "Nostálgico?" 
    "Deixa eu te contar", disse ela, enquanto fazia tranças em meu cabelo. Ela tinha essa mania estranha. "Quando eu era mais nova, eu passava a maior parte do tempo na casa de minha madrinha. Ela morava sozinha e gostava de minha companhia, e além do mais minha mãe passava o dia inteiro no mercado, ai você já pode imaginar a razão de eu passar a maior parte lá. E o que deixou minha infância especial foi conhecer os discos de vinis que ela tinha, e, obviamente, poder praticar piano". 
    "Ela tinha piano? Que legal! A gente podia ter um também." 
    Ela riu. Um riso enfadonho. 
    "E imaginar que um dia meu sonho era ser tão divina como Mozart, Chopin, Beethoven... me via em conferências, encantando plateias com minhas melodias." 
    Agora você encanta minha alma. 
    "... bom", continuou ela, "não é bom perder tempo lamentando o tempo perdido. Melhor eu esquentar logo o jantar no micro-ondas. Eles já devem estar chegando".
  • Ação e Reação

    Tenho ouvido por ai a lei da ação e reação. Ela é usada em qualquer situação social e vou me ater, somente, no momento de desentendimento num relacionamento a dois, não vem ao caso qual seja o tipo de relacionamento, ampliarei para todas as classes, seja homo, seja heterossexual. Acontece que em momentos de conflitos conhecemos verdadeiramente quem é o nosso parceiro. Não é no sexo, nem no cinema, nem na casa da sua mãe, nem na viagem e no jantar romântico. É aqui (no desentendimento), que poderemos identificar qual é a sua personalidade e acredite: Se você não gostar da ação ou reação do seu parceiro, tome cuidado! Desde da violência física, verbal e consequentemente psíquica até aos atos de suposta traição ou desejo de trair. Acontece que no período de conflito é que demonstramos quem somos de verdade. O quanto de autocontrole e respeito para com o outro temos. Aqui demonstramos o nosso verdadeiro afeto e amor e o mais importante nossa índole. Se somos pacientes, altruístas, fieis, respeitosos e bondosos com o outro. O importante é se relacionar com quem lhe entenda e te aceite nos momentos felizes e saiba te tratar ainda melhor em tempos de conflitos. Mas por favor, saiba identificar e valorizar o comprometimento do próximo, pois você também está sendo analisado.
  • Alguém de cabeça para baixo

    ... gosto de me elevar em pensamentos, e me perder em teologia do Grande Criador, fraco estou em dizer Teu Nome, indigno em cada traço das minhas digitais... me sentindo alegre em escutar uma nova música de um compositor onde admiro bastante, Tiago Arrais (Os Arrais), e em uma música certamente abarrotada de histórias de sua vida, ou apenas de um momento de tensão, uma frase, um eco me castiga sem parar, um eco de apenas uma das frases, e assim diz, suave e ardente, "nós fugimos de nossa real condição", e a música continuava a tocar, e eu nao parava de ouvir apenas esta frase, e ainda ecoa nesse momento que me jogo nessas palavras... costumamos dizer que Deus é gigante, inalcançável, impossível de se conhecer de perto, onde defendi essa bandeira com força e estufar de peito, tomo uma chacoalhada, um empurrão e um sussurro tão alto que quase fiquei surdo, que por não reconhecer, e correr da minha condição esqueço da humildade de um Ser, que Se coloca como homem, que expõe sua vontade, e se deixa ser Chamado por causa das Suas ações, pois tudo que Ele diz, acontece/ou Ele faz, tudo em um tempo que Salomão entendeu... e esse eco musical me surra, sem parar, meu interior se esmaga, meu coração fica do tamanho de uma azeitona, fico extremamente sem ação, apenas dois dedos se movimentam e parece que nao posso mais piscar, a boca não abre, e eu sou detonado por meu maior adversário, o meu próprio eu... Deus é muito real, e eu prefiro correr, Deus é simples eu complico, Deus é perfeito e eu procuro brechas para que eu possa cair em nome D'ele, onde vai parar a minha condição... onde vai parar um ser tão pequeno que até para o pecado precisa do ar Daquele que abomina a iniquidade... de alguma forma ajuda-me Santo de Israel, para que eu possa avisar de Ti a outros...
  • Alguém vai ter que ceder

    Acordo e olho o relógio: duas da manhã. Atordoada, tonta e suando frio. Onde eu estou? Olho ao meu redor e bem, estou em casa. Se acalma, respira, toma um gole d'água. Foi só um pesadelo. Mais um pesadelo...
    Quem dera os piores monstros fossem os de conto de fadas; seria muito mais fácil lutar contra eles. Trancar os armários, tapar o vazio debaixo da cama, não sair comendo maçãs por aí. Ah, como tudo seria mais fácil...
    Mas e quando eles estão dentro de nós? Quando trancar os pensamentos, tapar o vazio de uma despedida e não tomar o veneno das palavras alheias não se faz possível?
    Medo. Insegurança. Arrependimento. Perda. Desilusão. Culpa. Desesperança. Pânico. Ansiedade. Pressão da simples sobrevivência.
    Eles dançam e festejam na mente com total desdém e até com o ar da graça do prazer. A gente tenta se livrar da bagunça; livros, remédios, meditação e busca espirítual. Tem até aqueles dias que a gente chega a implorar por misericórdia e um pouco de sossego, pelo menos durante o sono, mesmo sabendo que não vai haver um segundo de quietude se quer.
    Mas há de haver um dia em que isso tudo desaparecerá.
    Ah, esse dia! Tão esperado dia!
    Mesmo que para isso eu tenha que desaparecer também.
  • Alma Perdida

    Ela era uma prostituta. Mas não era uma prostituta qualquer, nela havia algo especial. Cercada de tristeza e dor, seu corpo possuía tons curiosos.
    Carmen, filha de João e Maria, cresceu ouvindo que o mundo era vazio, um lugar sem esperança. Quando criança, tentava de todas as formas agradar os pais que trabalhavam dia e noite para poder colocar o pão na mesa, chegavam cansados e só verificavam se Carmen estava viva, não prestando atenção acima da mesa: ‘’Papai,Mamãe. Eu não sei muito sobre vocês, contudo isso é uma das consequências da vida que fomos destinados a ter, porém amo vocês do mesmo jeito que qualquer outra filha amaria.”
    Aos 16 anos, os pais de Carmen morreram e a adolescente foi morar com o único parente que tinha, seu tio. Era uma casa fria, sem cor. Todas as noites, ela chorava baixinho, no canto do quarto, implorando para sentir alguma coisa: felicidade, tristeza, raiva... Algo que mostrasse que ela ainda estava viva e não somente sobrevivendo. Seu tio, uma pessoa amarga, chegava bêbado em casa todos os dias e, naquela noite, ele escutou um murmúrio vindo do quarto. Alguém chorava. Uma alma perdida pedindo socorro. ‘’Eu vou te dar um motivo para sentir algo.’’, disse, puxando a cinta e espancando a jovem Carmen.
    E naquela madrugada, ela de fato sentiu algo: repulsa. De si mesma. Olhava para os hematomas e as lágrimas não faziam seu caminho pela bochecha mais, era uma dor mais profunda. Julgou que a melhor forma de acabar com aquilo era fugir e assim fez, saindo sem rumo. Vagou pelas ruas, somente o tempo conseguiria cura-lá.
    Passaram- se anos, Carmen se encontrava no banheiro do posto, enquanto passava o batom tão vermelho quanto seu próprio sangue, um sorriso falho no canto dos lábios. No relógio marcava 00:00, deu um passo para o lado de fora, sentindo o vento frio contra sua pele pálida. Mais uma noite de trabalho.
    Uma mulher diferente de todas as outras, parada no ponto, vendendo aquilo que sempre desejou ter, o puro amor.
  • Amor rompe caixas

    Não é preciso ir muito longe pra ouvir alguém gritar sobre amor. Mas a grande porcaria é que estão o enquadrando em qualquer caixa, justo ele que  devia ser o motivo pra quebrar caixas. Entende?!
    Assim: "eu amo porque ele me faz feliz." Pra mim, isso é puro egoísmo! na boa, mesmo! -não que eu ache que devemos nos prender numa ideia de contos de fadas, mas é um conto, meu conto. Então eu posso escolher o que será escrito. - A pureza do sentimento devia fazer com que o eco fosse: "eu amo porque o faço feliz."
      Cara, amar é isso! É encontrar, antes ser, alguém que já é uma medida transbordante, uma medida completa, alguém auto-suficiente para si mesmo, alguém que já se basta. O outro, não é metade da laranja ou cara metade e sim, uma gota (ou muitas) num copo já cheio fazendo com que ele seja capaz de transbordar. Saca?! Amar implica mais em ser a cobertura na vida do outro que o bolo. Tá muito mais ligado aos sussurros que os gritos; aos segredos do que aquilo que é escancarado; aos detalhes do que a complexidade. Ainda quando me perguntam sobre o que ser amor, vou pensar em todas as teorias que já ouvi e as que já criei também, mas que ainda assim, uma palavra é capaz de resumir: LIBERDADE!
    Amor, pra mim é sinônimo de liberdade. Sem cadeias, sem caixas, sem amarras, só voar. Amar é escolher alguém pra voar junto e não pausar nosso vôo; Amar é escolher quem queremos ouvir cantar desafinado sem tapar os ouvidos; é fazer nós de nós, nós de laço e não nó cego. Amar é falir com nosso vocabulário. E na mesma mão, ser livre é escolher aonde quer ir e com quem ir. Tô sendo clichê e piegas, eu sei! Mas posso colocar a culpa nos meus hormônios aflorados pela TPM, é isso ou só estou querendo uma desculpa para escrever sobre o tal.
  • Antecedente da cicatrização

    Como quando a orelha inflama porque o brinco estava um pouco sujo; ou quando colamos o curativo adesivo que fixa na pele de modo a puxar todos os pelos na hora de sair.
    Mesmo sabendo que no fim iria doer, provoquei. Botei o brinco pra inflamar, colei o curativo pra fazer doer. Queria viver aquilo, nem se fosse por míseros segundos, minutos, horas, dias. Nem sei mais quanto tempo passei imersa naquela banheira de espumas.
    Corria cada vez mais só pra vê-la. Queria era socorro, socorro da própria situação. Socorro de mim mesma. Mas por mais rápido que eu o fizesse, não a alcançava. Dormia sem conseguir descansar. Não sabia como evitar, como não sentir. Era, humanamente, impossível fechar o peito para aquela que, outrora, me visitava com flores e com pele macia a me acariciar.
    Deitada sobre seu peito sentia que a perdia. Procurava sua mão. Meus dedos se entrelaçavam nos dela, mas os dela no meu. Ficava ali parada até o momento em que escorria pelo meu corpo. Indo embora sem dizer adeus.
    Enquanto eu souber que a ferida não será fechada por completo, vou levando. Empurrando com o resto de forças que sobrara do restante da minha alma, que jorrava água escura, afim de fugir do precipício que eu mesma criara.
  • Apenas um sonho

    Descobri meu refúgio em você
    Vivemos o melhor que a vida tem,juntos
    Contra todos,vencemos
    Mas,onde você foi?

    Sinto que não posso te encontrar
    E a solidão aumenta a cada segundo
    Lembro de cada sorriso seu
    Não pode ter ido embora

    Foi tudo apenas um sonho?
    Não posso acreditar
    Foi tudo apenas um sonho?
    Não posso acreditar

    Nosso amor não se perdeu
    Quero cada segundo da minha vida com você
    Só te encontro nos retratos
    A sua espera a toda hora

    Minha vida virou uma escuridão
    Talvez ainda exista no meu sonhos os seus sorrisos
    Não posso ter te perdido

    Foi tudo apenas um sonho?
    Não posso acreditar
    Foi tudo apenas um sonho?
    Não posso acreditar
  • As aventuras de Guto: Essa é a vida,Guto

            Bom,vocês conhecem o Charlie não é,retira apresentações,um menino chato,que só pensa em ciência,além de ser um pouco alto e usar óculos,alguns dias atrás ele estava fazendo o que mais sabe fazer,ciência era uma poção que se dizia muito importante,é tão importante que ele mantem a em segredo e nenhuma pessoa sabia disso até que na hora de resolver essa poção aconteceu uma coisa:
                    ''Finalmente,depois de quase um século,essa poção passada de pai para filho finalmente será resolvida".pensava.
               Houve-se um grito que assustou tanto que fez Charlie derrubar a poção,era Guto,Thiago e Júlio um menino muito alto de 14 anos que era viciado em esportes.
                      - Olá Charlie,que tal uma partida de futebol americano??? -Disse Júlio muito cansado pois acabara de voltar de uma partida de basquete
                      - É claro,ATÉ VOCÊS RESOLVEREM ESSA POÇÃO QUE ACABARAM DE QUEBRAR. - Respondeu Charlie.
                      - Ei a culpa não é minha esquentadinho,foi você que derrubou a tal poção. -Disse Thiago.
                Charlie estava realmente vermelho de raiva e só não gritou mais porque perderia a voz e depois de se acalmar falou:
                      - Por favor,sumam da minha vista.
                 não conformado com isso Guto bolou um plano:
                      - Eu não aguento mais esse espertinho,ele só pensa em ciência e não lembra dos amigos. -Falou - Eu vou manda-lo para fora da cidade.
                Quando o Charlie saiu de casa para levantar o astral Thiago foi a casa dele e fez o que estava no plano,como Charlie mexia muito com poções e Thiago era muito burro ele fez o maior desastre lá,quando Charlie chegou:
         - Bem,vamos recomeçar a bendita poção.
     quando ele colocou o pingo que faltava,houve uma explosão que acertou o bairro inteiro mas não atingiu pessoa alguma.
          -Que baderna é essa???-Disse o presidente quando chegou para ver o caso.
          - F...Foi eu senhor.-Respondeu Charlie.
          - Bem,só não te jogo pra fora porque nenhuma pessoa saiu ferida. 
                 Só que Guto fingiu estar ferido e foi o bastante para colocar Charlie pra fora da cidade.
                  Três dias se passaram e Guto acordara para ir a escola,Só que um marmanjo de 19 anos deu um soco em sua barriga na saída de casa.
                         - Me passa a grana,garoto.-Disse ele.
                   era o novo habitante,que vinha para o lugar de Charlie,e o pior,ele morava ao lado de Guto,agora o laboratório de Charlie virou um salão de festa,e quem reclamasse iria levar um soco e isso forçou mais uma reunião entre os amigos:
                    - Precisamos acabar com ele,eu já estou cansado de levar todo dia um soco. - Disse Júlio
                    - pois eu tenho um plano. -Respondeu Guto
              O plano estava feito,era a mesma coisa do plano com o Charlie,só que no final do plano,o valentão chegou e Thiago teve que sair correndo para não levar um soco.
                    Os três,arrependidos do que fizeram foram dormir mais cedo.Na manhã seguinte,um garoto estava vindo com muitas malas,era Charle,e você sabe porque???porque a explosão que causaram fez a cidade ter um ar fresco para sempre.
           
  • As situações

    É tão forte o muro que se tem que derrubar para chegar lá.
    Muita gente o pula.
    Assim o deixando inteiro.
    O enfrentar é do mais forte.
    Deixe que seja você.

    Há outros muros.
    Dos outros.
    Aonde você pode meter a mão.
    Você se torna um objeto daquelas mãos.
    Uma boa ajuda.
    Porem esta não o derruba todo.

    Sim, é você quem tem que fazer.
    Com unhas pintadas por alguém.
    Mas é você quem está aqui e diz:
    Sim, vou conseguir.
    Ou não, pois é tão difícil.

    A escalada é dura e você vai deixando.
    Uma ou outra coisa ali e acolá.
    Que te voltará a arrebatar.
    Então derrube.
    E construa sua felicidade sobre este espaço.
  • As vírgulas da vida

    Engraçado como a vida é, sofre variações a todo instante. Vivemos momentos tão intensos, aqueles que querem ficar, que pensamos que vão permanecer, mas não permanecem. Você olha para trás e não ver mais com aqueles olhos, de repente você perdeu aquela inocência, tudo se transformou e se renovou. Os "pedaços" daqueles momentos seguem seu caminho, você amadureceu, cresceu, isso é bom? Ao certo eu não sei responder, talvez. Momentos são passageiros, porém, existem aqueles que marcam a vida e a alma, aqueles intensos, que vem rápido e se vão com o vento. Por isso que a vida é algo particular, e sobre ela o que eu tenho a dizer: A VIDA NECESSITA SER VIVIDA.
  • Beleza se põe à mesa?

    Lembro- me de quando eu estava no pré vestibular, na primeira aula de redação e a professora nos propôs o seguinte tema: Beleza, se põe ou não à mesa? Ali, eu com uma intelectualidade mínima, preso a paradigmas religiosos que me impossibilitava pensar em frases pornográficas e ainda com a vergonha de expor minhas ideias, características educacionais que me foram impostas, como agressões físicas (palmadas), tratamentos para reeducação com berros dos meus pais e uma exclusão informativa que me foi atingida durante toda minha miserável vida acadêmica. Fiquei repleto de duvidas e sem o que dizer. Mas agora, antes tarde do que nunca (frase que ouvia de um amigo de infância, espero que ele se manifeste aqui), tenho minha opinião. Beleza, se põe sentada na cadeira. Com postura, com educação e habilidades sofisticada para utilizar de forma correta os talheres. Além dessas características, deves ser alguém que agradeça de forma humilde os serviços prestados pelo garçom. Que se vista com elegância suficiente para atrair olhados, mas deixa claro em suas ações que se respeita acima de qualquer opinião alheia. Que se orgulha da pessoa que é, e que não satisfeita busca uma nova melhoraria todos os dias. Que sabe sorrir diante a uma problemática, não por maluques, mas por total lucides de conseguir enxergar uma possível solução. Que valorize as relações sociais que foram estabelecidas por si, e que tenha empatia para respeitar ainda mais as que não foram. Que entenda que as diferenças sempre existirão e que o príncipe perfeito, sempre dependerá de quão princesa tu és. Que ame os animais, bem mais que os humanos. Que seja uma pessoa que encante com suas ideias inovadoras. E que utilize a mesa para escrever seus mais belos textos.
  • Brazil

    Minha nação está quebrada
    A justiça em  minhas mãos fora retirada
    Estou me afogando nesse desespero
    Igualdade, isso é o que eu espero
    Minha mente está ferida
    Algo estranho entrou nela
    "Olá meu caro", falou uma voz encardida
    "Quem é você?", perguntei a ela
    "Quem sou eu, meu amigo?
    Eu vim para te salvar
    Eu vim para te guiar
    A vida é apenas um jogo"
    A minha ansiedade aumentou
    O meu coração disparou
    Minha pele congelou
    E essa voz se calou
    Minha imaginação talvez
    Só poderia ser isso
    Os meus pensamentos já chegaram à escassez
    Mas em cada rosto eu vejo um riso
    Um riso sarcástico
    Um riso maléfico
    Um riso perturbador
    Um riso que me causa dor
    Esses cidadãos me assustam
    Eles me fazem querer gritar
    Um grito de angústia, de agonia
    Mas existe um ódio que os matam
    Que essas pessoas não suportam
    Um fardo que elas carregam todo dia
    Burocracia corre em nossas veias
    Corrupção percorre perante os nossos olhos
    Um certo mal observa nossas vidas alheias
    Eles são os ilusionistas, e nós somos seus coelhos
    Essas pessoas residem no coração
    Dessa grande maldita nação
    Eu amaldiçoo todos
    "Hipócrita!", exclamou em minha cabeça
    Aquela voz havia voltado
    "A base suporta o que está no topo"
    O que ela quis dizer agora?
    "Os diplomatas são corruptos
    Mas os cidadãos são mais"
    Continuou em tom bruto
    "Isso é um absurdo!", retruquei
    "Duvida de mim? Olhe em sua volta de novo
    Roubos, estupros, assassinatos, mentiras
    O governo nada mais é do que o reflexo do povo
    Aquilo que o sustenta, e continua com suas tiranias"
    Será que eu fiquei louco?
    O mal é como um todo?
    Aquela voz me deixava pasmo
    Então vi que o país estava a beira do abismo
    A voz soltou uma gargalhada
    Profunda e alta
    Me deixando com calafrios
    Me sentindo em apuros
    Nesse exato momento
    Vejo minha existência
    Minha própria voz tem importância
    A partir de mim, irei lutar
    Pelo que o homem acreditar
    Eu nunca desisto
    Eu sou um ser humano
    Eu sou aquele que socorre os fracos
    Eu sou um brasileiro
  • Caminhe para a felicidade

    Estive pensando, quantas vezes choramos por alguém,
    quantas vezes abdicamos das nossas escolhas,
    da nossa felicidade pra está ao lado do que achamos ser nosso ponto de paz?
    Ah mulher, se tu soubesses que o caminho não é tão curto assim.
    Que amor é mais do que dar e receber.
    Que é mais do que apenas ter.
    Eu sei que dói.
    Dói não ser valorizada.
    Dói dar as mãos a quem não faz questão nem de te dá os pés.
    Mas sabe o que dói mesmo?
    É ver você ai, triste e se privando de viver a melhor e única vida que você tem.
    Esquece isso de você tem o que merece!
    Ou de está com alguém só porque o mundo acha que pra você ele é o ideal.
    Se liberta! Você pode ser/ter o que quiser mulher!
    Quem te disse que tem que ser sempre assim?
    Abre essa janela, vai ser feliz! A vida é tão curta, vai mesmo gastar ela sendo infeliz?
    Levanta dessa cama, termina tuas coisas mal resolvidas e tire alguns dias pra você.
    Dê férias a sua alma.
    Sabe qual deve ser a sua primeira e maior prioridade? Você!
    “Acorda, toma um café,
    penteia esse cabelo e saiba que
    você não precisa de mais ninguém para ser feliz.
    O mundo é seu.”
    Promete-me só uma coisa?
    Se é pra perder tempo, que seja sendo feliz! 
    Ouvi dizer que a felicidade bateu na tua porta alguns segundos atrás.



    Citação: Caio Augusto Leite








  • Cansaço

    Cansado de seguir em frente
    meu rosto não mente
    o que meu coração sente
    olho desesperado através da lente
    como se procurasse uma resposta para a gente
    mas é sem fundamento
    minha vida se resume a um só elemento
    fogo, que arde em meu sentimento
    porém respeito
    mesmo que sem jeito
    as coisas que não posso escapar
    coisas que nem consigo falar
    as más surpresas
    machucam mais do que as boas aliviam
    todos em suas mesas
    inocentemente não viam
    que aos poucos eu ia me destruindo
    sua existência causou o fim da minha
    mostrou-me, educadamente, o fim da linha
    mordi a isca
    oras, quem não arrisca não petisca
    segui a regra à risca
    exausto, não parei nem para pensar
    e repetidamente ouvi seu não, com muito pesar
    a balança quebrou
    quando pesei meu coração e ele desmanchou
    em pequenos pedaços
    em cada um, nossos belos laços
    caídos, em silêncio, em seus respectivos espaços
    tudo que faço
    lembra-me de alguém
    que está além
    do meu horizonte
    estou cercado por montes
    afogado, embaixo da ponte
    você, e apenas você, é a fonte
    prefiro mesmo que não me conte
    de como você encontrou outras pessoas
    para trocarem coroas
    acredito em amor verdadeiro
    e o meu foi o primeiro
    no nosso pequeno reinado
    sem tradição ou herdeiro
    vivo no passado
    quando eu ainda governava ao seu lado.
  • Carta de um tímido

    Querido amigo extrovertido,
    Eu adoraria chegar num local e sair fazendo amigos… Só não tenho extroversão para tal.
    Eu não sei quem as pessoas novas são, por isso tenho um pouco de medo de me abrir com elas.  QUEM SABE SE VOCÊ NÃO É UM LOUCO PSICOPATA QUERENDO SABER MINHA ROTINA PRA ME MATAR, JOGAR MEU CORPO NUM RIO E DEPOIS... ok, talvez eu tenha exagerado um pouco.
    NÃO ME MANDE IR ATÉ ALI E PERGUNTAR ALGO PARA AQUELE DESCONHECIDO. Eu agradeço se VOCÊ, EXTROVERTIDO, puder fazer isso pra mim.
    Se você quer saber se a pessoa que está te olhando gosta de você, vá até ela e pergunte.
    Se eu quiser saber se a pessoa aue está me olhando gosta de mim, vá até ela e pergunte.
    Não faça jogos, não espere que eu vá até você perguntar se você quer ser meu amigo. Eu quero muito ser se amigo, mas eu preciso que você venha até mim e me pergunte para que eu só precise responder que sim.
    No fim, se você ficar irritado e quiser me abandonar, pergunte antes se aquela pessoa sentada ali não pode esperar o ônibus comigo… Por favor.
    Atenciosamente, seu amigo tímido.
  • Chamando o brilho da mente

    Palavras voando, deixando rastros.
    São tantas as personalidades, pensamentos diversos,
    Mostrando o inverso da vida.
    Julgando tantas belezas e se esquece o que realmente é maravilhoso,
    Culturas, musicas, poesias...
    Invisíveis a tanta gente, indo embora de repente.
    Voltar ao tempo em uma batida de violão tão calma tranquila,
    Como quem quisera encerrar a noite, chamando o dia,
    Sonhando, amando em cada verso.
    Suspiro o ar da imensa saudade,
    Tentando caminhar, com passos curtos e pesados
    De uma triste realidade.
    Sorrio para a vida, e busco sempre nela um novo dia repleto de esperanças,
    Um vestígio de felicidade,
    De momentos bonitos do dia-a-dia,
    Os transformo em alegria.
    Encontrando simples versos.
  • Chegamos

    Um ponto crucial de nossas vidas
    A humanidade aos andares sorridentes
    Implacável morbidez de sentimentos
    Encarcerados pelo brio e desdém
    Chegando a ser admirável tal ocasião
    E em um conciso
    Finito espaço de tempo
    Você se pega em completa
    Perfeita díspar
    Deduzindo paixão dentro de ti
    Atenta antropofilia interna
    Fim da provecta introversão
    Início do amor por completo.
  • Coisa simples que busco

    Acredito além do que vejo, sonho além da realidade, procuro fazer da vida uma linda história vivida. Aprendendo com os erros, me motivando com os acertos e compreendendo a cada dia o que Deus quer me ensinar com o simples fato de viver. Andando com os pés firmes no chão, sonhando de olhos abertos,vivendo da melhor maneira possível. Tendo amor próprio e amor ao próximo. Regando a vida com fé, plantando boas sementes e colhendo bons frutos. 
      Há momento que sofro, choro e até sinto medo, mas não desisto da dádiva da vida, me entrego nas mãos de Deus, Aquele que tudo pode fazer e Ele sempre vem me socorrer. Faz nascer um novo dia, renova minhas forças, cicatriza as feridas, transforma as lágrimas em risos e me dá direção para seguir a jornada da vida. Me mostra que vale a pena seguir em frente, mesmo que existam dias de lutas, dias nublados e chuvosos. Ele me mostra que a caminha da vida vale a pena! Me ensina sempre que depois das tempestades forma-se um lindo céu azul.
  • Como água do mar

    Hoje nada mais faz sentido
    A saudade já bate mais forte
    Preciso daquele abraço,do seu abraço
    Sai desse lugar e vem me encontrar
    Estou te esperando de frente pro mar

    Vem,não faz isso comigo
    Não me deixe mais uma vez
    Viva comigo,o que temos a perde?
    Deixa falarem,que no nosso romance nem nos entendemos
    Se deixa levar,nosso amor é mais lindo que a água do mar

    Que sorriso é esse
    Me conquisto em 2 segundos
    Fiquei louca só de imaginar
    Mil coisas para nos amar
    Uma tarde não basta
    Quero toda a eternidade
    Esse brilho no olhar

    Vem que hoje é o nosso dia
    Vamos aproveitar cada segundo
    Eu te quero mais do que posso suportar
    O seu sorriso me despertou
    Todo esse amor,o que faço agora?
    Já que sem você eu estou.

Autores.com.br
Curitiba - PR
Fone: (41) 3342-5554
WhatsApp whatsapp (41) 99115-5222